Cassilândia, Quarta-feira, 24 de Maio de 2017

Últimas Notícias

25/09/2014 17:30

Passageiros se afogaram após ficar presos em cômodos, crê delegado

Campo Grande News

O delegado Rodrigo Nunes Zanotta, que auxilia nas investigações do naufrágio que atingiu embarcação paraguaia na região de Porto Murtinho, a 431 quilômetros de Campo Grande, acredita que desaparecidos estão presos no barco-hotel Sueño del Pantanal.

"Como eles sabiam que estavam bem perto da margem, alguns já estavam arrumando as coisas, fazendo as malas, alguns estavam nos quartos. Além disso, começou a chover poucos minutos antes do acidente, então alguns procuraram abrigo dentro da chalana", explica o delegado.

Por isso, os corpos podem estar presos na embarcação, dentro dos cômodos. Somente um corpo já foi encontrado. É o agrônomo Sidnei Romano, que morava em Sabaudia, no Paraná. Segundo o delegado, a morte foi registrada como "a esclarecer" e o corpo passa por perícia.

Enquanto todos os desaparecidos não forem encontrados, nenhuma morte é confirmada, ou seja, nenhum ocupante do barco é considerado morto, conforme Zanotta. No entanto, ainda de acordo com o delegado, as chances de sobrevivência são mínimas.

Investigação - Os cinco sobreviventes brasileiros já prestaram depoimento à polícia. De acordo com Zanotto, o grupo iria atracar hoje (25) no Paraguai, mas o retorno foi adiantado para ontem (24).

Apesar de autoridades brasileiras participarem das buscas e auxiliarem nas investigações, o caso será investigado por órgãos paraguaios. Para isso, será aberto inquérito pela Armada Paraguaia para apurar as causas do acidente.

Isso porque, além de o naufrágio ter ocorrido do lado de lá do rio, o barco é de bandeira paraguaia, assim como a tripulação. Portanto, a embarcação não passa por fiscalização da Marinha Brasileira.

Embarcações foram avisadas - Segundo a Marinha do Brasil, havia colete salva-vidas chalana, mas os ocupantes não estavam usando, apesar de terem recebido alerta de tempestade. Ainda de acordo com o órgão, o temporal já era esperado, por isso, a autoridade naval estava em alerta.

"A Marinha recebeu a informação de que teria vento forte e chuva na região. Quando receberam essa informação, um comunicado foi imediatamente passado aos comandantes de todas as embarcações da região via comunicação VHF, que é uma comunicação via rádio", explicou o capitão-tenente Alexandre Brandão, da Marinha.

Ainda segundo Brandão, o comandante da Sueño del Pantanal recebeu o comunicado de que haveria vento e forte instabilidade climática, mas ninguém da embarcação respondeu o comunicado. É comum que os comandantes respondam aos comunicados, por isso, não sabe se foi negligência por parte do comandante ou se a tripulação não se atentou ao alerta da Marinha, conforme o capitão-tenente.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 23 de Maio de 2017
Segunda, 22 de Maio de 2017
21:25
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)