Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

14/09/2009 18:51

Parvovirose tipo 2c é detectada em cães brasileiros

Agência Notisa

Achados descritos por pesquisadores brasileiros revelam que o vírus já está circulando em animais pelo país.



De acordo com artigo publicado no periódico científico Brazilian Journal of Microbiology, sete de nove amostras de cães com diarréia estudados por pesquisadores brasileiros foram caracterizadas como CPV-2c, o que indica que este vírus já está circulando na população canina do Brasil. O trabalho foi realizado por André Felipe Streck, do Laboratório de Virologia da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e colegas, e foi publicado na edição de setembro de 2009.



Segundo André e colegas, “o parvovírus canino tipo 2 (CPV-2) surgiu como um novo patogênico no final dos anos 70 e rapidamente se espalhou pelo mundo. Em poucos anos, o vírus entrou em rápida evolução e novos tipos antigênicos, denominados CPV-2a e CPV-2b, substituíram completamente a variedade 2 original”. Eles acrescentam que “ nos últimos anos, estudos sorológicos foram realizados no estado do Rio Grande do Sul, indicando que o CPV infecta freqüentemente a população canina (10,72). No entanto, até agora, o CPV-2c não havia sido descrito no Brasil”.



De acordo com os autores, “vinte amostras fecais de filhotes vacinados e não-vacinados (com idades variando entre um e seis meses) com diarréia foram coletadas de janeiro até julho de 2008 em clínicas veterinárias públicas (Hospital de Clínicas Veterinárias) e privadas localizadas em Porto Alegre”. Após a análise, conforme explicam os pesquisadores, “sete de nove amostras eram do tipo 2c, indicando que a variedade já havia sido introduzida no país”.



Na opinião dos especialistas, o surgimento e a disseminação da variedade 2c do parvovírus “é considerada uma ameaça à saúde mundialmente”. Para eles, o monitoramento da parvovirose canina tem sido “fundamental para compreender a epidemiologia do vírus e desenvolver medidas preventivas”.



Agência Notisa (science journalism – jornalismo científico)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)