Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/07/2005 10:19

Paranaiba: Registrados 142 casos de dengue

Fernanda Mathias/Campo Grande News

Nos seis primeiros meses deste ano os casos de dengue registrados em Mato Grosso do Sul já totalizam 262. Embora o número seja menor que o do mesmo período de 2004, quando totalizaram 289, desta vez alguns municípios apresentaram aumento expressivo nos números, segundo dados repassados pelo responsável pelo controle de endemias no setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde, Honorato Siqueira Campos.
Ele explica que o número foi pressionado por uma epidemia em Paranaiba, onde até a semana retrasada foram registrados 142 casos da doença. “A cidade é muito próxima de São Paulo e Minas Gerais e tem um intercâmbio grande de pessoas, não sabemos qual a origem dos casos”, afirma. Durante o período de combate, continua, vieram as chuvas que acabaram prejudicando o trabalho das equipes de controle de vetores. Sem notificar nenhum caso há uma semana, o município dá sinais de que a situação está sob controle.
Agora a preocupação é com Dourados onde, segundo a prefeitura local, teriam sido constatados 18 casos. Notificados oficialmente à secretaria de Estado de Saúde são somente 10, segundo Siqueira. Para combater o mosquito transmissor a prefeitura de Dourados determinou uma força-tarefa, que começou a atuar ontem.
Não há registro de óbitos e apenas um caso de dengue hemorrágica foi constatado, em Campo Grande. Na Capital foram confirmados 51 casos da doença, transmitida pelo mosquito aedes aegypti, crescimento de 168% em relação aos 19 do mesmo período do ano passado. Siqueira explica que a estabilização dos números é natural uma vez que as pessoas que já adoeceram provavelmente não vão adoecer novamente, uma vez que ficam naturalmente imunizadas contra esse tipo de dengue. Com exceção de alguns municípios, que constaram a dengue do tipo 3, somente os tipos 1 e 2 ocorrem no Estado, reforçando essa tendência de que as pessoas estejam adquirindo resistência.
O período crítico para proliferação da dengue já passou, que é o de chuvas. No ano passado, por exemplo, de julho a dezembro foram somente cinco novas notificações contra 289 no primeiro semestre. Com formação de água parada e limpa, as chuvas oferecem ambiente ideal para procriação do mosquito transmissor.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)