Cassilândia, Sábado, 19 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

05/01/2006 16:33

Paraná registra terremoto mais intenso em 100 anos

João Prestes / Campo Grande News

Terremoto registrado ontem à noite de intensidade 4.7 graus na escala Richter abalou cidades da região de Campos Gerais, no Paraná, noticiou agora há pouco a Agência Brasil. Cientistas do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília consideram o tremor um dos treze maiores sismos ocorridos nos últimos cem anos no Estado.

Apesar da intensidade, o abalo não foi sentido em Mato Grosso do Sul, atestam os destacamentos do Corpo de Bombeiros de Mundo Novo e de Naviraí, cidades próximas à divisa com o Paraná. O epicentro do terremoto ocorreu na região de Telêmaco Borba. Segundo o tenente Eduardo Pinheiro, da Defesa Civil do Paraná, o fenômeno foi considerado pelo observatório como "forte" para a região Sul do País.

Os moradores dos municípios de Telêmaco Borba, Imbaú e Ortigueira sentiram os tremores. Eram 21 horas quando as pessoas começaram a ligar para o Corpo de Bombeiros da região para saber o que estava acontecendo. Não houve registro de feridos e nem desabamentos. O clima hoje pela manhã é de tranqüilidade. De acordo com o tenente Eduardo Pinheiro, não é possível prever quando e se o fato voltará a se repetir.

Há alguns meses, aconteceram tremores semelhantes em municípios da região oeste e central do estado. Em Cascavel, a população ouviu inclusive ruídos em virtude da movimentação do solo. Na ocasião, a explicação de institutos de geociência era de que as acomodações ocorridas em placas que compõem o solo na região dos Andes teriam produzido ondas de movimentos. Essas ondas chegaram a ser sentidas nos estados de Goiás e Mato Grosso do Sul.

Em geral, os tremores são causados por deslocamentos e acomodações das placas da crosta terreste, a uma profundidade de 40 quilômetros abaixo da terra. O contato das placas libera a energia que provoca as vibrações sentidas na superfície terrestre. A intensidade dos terremotos é medida pela Escala Richter, inventada pelo sismólogo Charles Richter em 1935. A escala vai de zero a nove e os tremores fracos recebem valores próximos de zero. Cada unidade representa dez vezes a magnitude do tremor.

Eu sou professor de Geografia ,nascido em Ponta Grossa, moro em Reserva, região dos Campos Gerais, aqui sentimos 2 fortes abalos, de grande intensidade mesmo, movendo até os móveis da casa, o muro retorceu todo, nao quebrou, mas estalos eram ouvidos, foi muito forte, senti algo grande batendo de baixo para cima, foi bem estranho a sensação, os vizinhos se apavoraram, foi uma expereriência única.
 
Alcione Malherbi Sinhori em 17/07/2014 09:26:35
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 19 de Agosto de 2017
Sexta, 18 de Agosto de 2017
Quinta, 17 de Agosto de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)