Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

24/04/2009 13:50

Paralisação defende implantação de piso nacional

Agência Brasil

Brasília - Como meio de apoio à paralisação dos professores da rede básica de ensino público de todo o país, que ocorre hoje (24), os educadores da rede de ensino do Distrito Federal se reuniram em assembléia na Esplanada dos Ministérios durante a manhã.

A paralisação nacional é organizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e defende a implantação do Piso Salarial Nacional do Magistério em todos os estados e municípios. A lei que entrou em vigor no dia 1° de janeiro estabelece o piso de R$ 950 a ser pago à categoria em território nacional, no entanto, a entidade indica que menos da metade dos estados do país cumpre a regra.

Cerca de oito mil professores de escolas públicas do DF compareceram à mobilização que também discute reajuste salarial para a categoria. O repasse vem sendo negado pelo governo do DF e é o motivo da greve de 60% dos profissionais, desde o último dia 7.

“Estamos aqui em solidariedade ao CNTE e por isso decidimos fazer a assembléia neste local (em frente à Catedral na Esplanada dos Ministérios)”, explicou o diretor jurídico do Sindicato dos Professores do Distrito Federal, Washington Dourado.

Os professores do DF pedem reajuste salarial de 15,31%, obrigatório por lei distrital. Atualmente o piso da categoria é R$ 2.776. Uma nova assembléia está marcada para a próxima terça-feira (28), quando o sindicato irá analisar a medida do GDF, propôs um reajuste salarial de 5% retroativo a março. Em julho, o governo analisará o crescimento da Receita. Se este crescimento for acima de 5%, essa diferença será paga aos professores a partir daquele mês. Se não, o reajuste se manterá nos mesmos 5%.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)