Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/03/2012 19:30

Paralisação de caminhões afeta abastecimento em postos de São Paulo

Elaine Patricia Cruz e Daniel Mello, Agência Brasil

São Paulo - Já faltam combustíveis em vários postos da cidade de São Paulo. A paralisação dos distribuidores de combustíveis que começou ontem (5), com a restrição de horários de circulação de caminhões na cidade, provocou movimento acima do normal nos postos e afetou o abastecimento de combustível da capital.

“Hoje têm muitos postos parados e a maioria, quase 100% deles, com problemas em algum tipo de combustível. Às vezes tem gasolina, mas não tem etanol. Tem etanol, mas não tem gasolina. E às vezes não tem nem diesel”, disse José Alberto Paiva Gouveia, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo (Sincopetro), em entrevista à TV Brasil.

Segundo ele, caso não ocorram abastecimentos nestes postos entre hoje e amanhã, “com certeza, todos os postos deverão estar secos [até amanhã]”.

Os caminhoneiros protestam contra a proibição de circular na Marginal Tietê e em outras vias da cidade. A medida foi implantada em dezembro do ano passado, mas apenas com caráter educativo até ontem (5), quando a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) começou a multar os infratores.

A marginal foi incluída na zona onde os veículos pesados de carga não podem trafegar das 5h às 9h e das 17h às 22h de segunda a sexta-feira. Nos sábados a interdição é das 10h às 14h.

“Desde 27 de dezembro, estamos conversando com o prefeito e outros sindicatos para discutir essa questão do rodízio que vem prejudicando demais o caminhoneiro autônomo, em especial, o de carga liquida, que sofre restrição maior”, disse Bernabé Rodrigues Gastão, presidente do Sindicato dos Transportadores Rodoviário de Empresas Liquidas e Corrosivas do Estado de São Paulo (Sinditanque).

Os problemas da restrição, disse Gastão, é que o frete encarece, o caminhoneiro autônomo fica sem poder trabalhar e, tendo que substituir os caminhões maiores por menores, que não sofrem restrição de circulação, o congestionamento e a poluição na cidade se tornam ainda maiores. “Se o frete de uma carreta de 30 toneladas custava R$ 500 e ela é proibida de circular, colocam-se 20 veículos menores (para substituir a carreta). A R$ 200 cada um (dos veículos menores), multiplicando-se isto por 20, para quanto foi esse frete?”, disse ele, lembrando que esse valor será embutido no preço final ao consumidor.

Por meio de nota à imprensa, a Secretaria Municipal de Transportes disse “repudiar veementemente o movimento de greve de sindicatos ligados ao setor de transportes que visa a prejudicar o abastecimento de combustível na cidade”. A secretaria informou que está em contato com as distribuidoras de combustíveis para encontrar alternativas para normalizar o abastecimento na capital e que encaminhou um pedido à Polícia Militar para reforçar a segurança dos caminhoneiros que querem manter o fornecimento do produto.

Segundo a prefeitura e sindicatos, ainda não há previsão de uma nova reunião entre os órgãos para resolver o impasse.


Edição: Rivadavia Severo

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)