Cassilândia, Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

Últimas Notícias

20/11/2003 14:52

Paraguassú alerta para números da desigualdade racial

Maria Matheus

“Não basta que a nossa causa seja pura e justa. É preciso que a pureza e a justiça existam dentro de nós”. Com essa frase de Agostinho Neto, primeiro presidente de Angola depois da dominação portuguesa, o juiz aposentado Aleixo Paraguassú começou seu pronunciamento, logo após receber o Título de Cidadão Sul-mato-grossense das mãos do deputado Pedro Kemp. A homenagem aconteceu durante a sessão solene realizada hoje pela manhã, em comemoração ao Dia Nacional da Consciência Negra.

Natural de Belo Horizonte, Minas Gerais, Paraguassú contou que tem a sensação de que estava “predestinado a ter uma ligação insuperável” com Mato Grosso do Sul. “Tenho com esta terra um indiscutível caso de amor, uma ligação atávica, como se aqui fora nascido. Por isso, faltava-me tão só a certidão de nascimento que este título agora me confere”.

Aleixo Paraguassú já foi secretário de Segurança e de Educação do Estado. Atualmente é assessor jurídico do Tribunal Regional Eleitoral, presidente e um dos fundadores do Instituto Luther King, um cursinho pré-vestibular gratuito para estudantes carentes. “É uma entidade de ensino dedicada à preparação para o ingresso no ensino universitário de jovens brancos, negros, índios e portadores de necessidades especiais. É uma instituição plural e de caráter compensatório de desigualdades historicamente acumuladas pelas minorias sociais”, explicou. Ele informou que o Instituto tem 70 alunos matriculados, todos de baixa renda.

Durante seu discurso, Paraguassú trouxe em números uma triste comprovação da realidade brasileira: “A pobreza neste país tem cor, a cor dos afrodescendentes”. Segundo dados do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), “os brasileiros afrodescendentes constituem a segunda maior nação negra do mundo, atrás somente da Nigéria.” Os negros representam 45% da população brasileira, são 76,4 milhões de pessoas. No entanto, dos 55 milhões de pobres, 65% são afrodescendentes e dos 22 milhões de miseráveis, 68,3%.

“Acredito ser muito importante a Assembléia Legislativa colaborar com esta luta do movimento negro do Brasil e também da sociedade civil organizada. O preconceito e a discriminação existem. E em função disso, os negros sofrem dificuldades para se inserir na educação e no mercado de trabalho”, afirmou o deputado Pedro Kemp, propositor do evento, em entrevista à imprensa.

Kemp é autor da Lei nº 2.605 (06/01/2003), que institui cotas para afrodescendentes na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. O vestibular deste ano será o primeiro a utilizar este sistema. O deputado informou que 500 estudantes negros se inscreveram para o processo seletivo utilizando o sistema de cotas, que reserva 20% das vagas para afrodescendentes.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 23 de Setembro de 2020
Terça, 22 de Setembro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)