Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

11/10/2005 08:18

Paraguai anuncia medidas preventivas contra febre aftosa

Humberto Marques/Campo Grande News

A crise sanitária vivida pelo Brasil, após a confirmação de um foco de febre aftosa no município de Eldorado, enfraquece o poder de negociação do Mercosul com outros blocos comerciais. A opinião é do ministro da Agricultura e Pecuária do Paraguai, Gustavo Ruiz Díaz, que demonstra preocupação com o prejuízo nas exportações da carne bovina daquele País, em especial para a Rússia - principal mercado internacional do rebanho do Paraguai.

Segundo o jornal ABC Color, já foi decretado alerta sanitário em toda a fronteira paraguaia com o Brasil. A fazenda Vezozzo, onde foi identificado o foco de aftosa, está há cerca de 45 km da fronteira com o Paraguai. Os órgãos de defesa sanitária do país vizinho já determinaram a implantação de um plano de alerta sanitário nos departamentos de Amambay, Canindeyú e Alto Paraná, que inclui a delimitação de uma área de vigilância de 30 km, a partir da linha de fronteira com o Brasil, implementação de postos de controle e desinfecção de veículos que entram no Paraguai oriundos de Mato Grosso do Sul.

Também foi determinada a proibição de entrada de animais suscetíveis à febre aftosa que tenham saído de território sul-mato-grossense - brigadas móveis de vigilância permanecerão na fronteira, para garantir que possíveis animais contaminados ingressem no Paraguai. Apesar da proximidade, a defesa sanitária paraguaia não acredita que a doença se alastre para além da fronteira.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)