Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

19/11/2009 10:01

Para Rudel, falta cortesia no trânsito da Capital

O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Rudel Trindade, conta que acompanhou perplexo o desfecho de uma discussão no trânsito que ontem resultou na morte de uma criança de apenas dois anos, no centro de Campo Grande e avalia que o principal problema é a falta de cortesia dos condutores.

“É totalmente injustificável o que aconteceu. Em primeiro lugar as pessoas não devem andar armadas no trânsito, tendo porte ou não, porque o trânsito envolve emoção e historicamente sabemos que essa combinação leva a isso”, observa.

Tomando como exemplo o jornalista Agnaldo Ferreira Gonçalves, que atirou em duas pessoas ontem, provocando a morte do menino Rogério Mendonça, de 2 anos, Rudel alerta: “Eu conheci o Agnaldo e não dá para acreditar que uma pessoa com aquele perfil dê um tiro em alguém”.

Para Rudel, o trânsito de Campo Grande não justifica tamanho estresse, porque as vias são largas e há muitos acessos. O problema, acredita, é a falta de gentileza dos condutores. “Falta cortesia para deixar outro condutor entrar, reconhecer que errou. A buzina é um meio de proteção, mas muitas vezes o condutor não aceita, xinga, entende como ofensa”, diz.

Além disso, para Rudel os condutores não dão a devida importância à responsabilidade de transitar com um veículo na rua. “Não consideram que é um ato de concentração, se distraem, conversam”, afirma.

Tragédia – O desfecho de uma discussão de trânsito nesta quarta-feira, em pleno centro de Campo Grande, chocou e deixou a família do menino Rogério Mendonça em desespero. O avô do menino, João Afonso Pedra, de 52 anos, também foi atingido por um disparo no rosto e precisou passar por uma cirurgia. Os dois e a irmã de Rogério, outra criança de 5 anos, estavam em uma camionete L-200 conduzida pelo filho do pecuarista, Aldemir Pedra.

Aldemir fechou o carro conduzido pelo jornalista Agnaldo Ferreira no cruzamento da Mato Grosso com a Ernesto Geisel e os dois teriam discutido e chegaram a descer do carro e a trocar chutes. Quadras a frente Agnaldo sacou de uma arma, quando estava dentro de seu carro, e atirou contra a camionete, atingindo o pecuarista e a criança. Pouco depois do crime Agnaldo se apresentou à Polícia e está preso no 2º Distrito Policial.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)