Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

27/03/2015 08:14

Para PRF, nova lei que exige exame toxicológico poderá ajudar a reduzir acidente

Dourados News

Para finalizar a série de reportagens sobre o uso de drogas por caminhoneiros na busca de se manter acordados para enfrentar longos períodos de trabalho, o Dourados News abordará sobre a nova obrigatoriedade de um exame toxicológico para esses profissionais.

A nova lei que começa valer a partir de 30 de abril e obriga os motoristas nas categorias C, D e E a passarem pelo teste de “larga janela” para obter ou renovar a Carteira Nacional de Habilitação deve contribuir para a diminuição de acidentes nas estradas de Mato Grosso do Sul. A afirmação é do inspetor da PRF, Ozanan Catelan que cita que no Estado o efeito dessa regulamentação deverá ser positivo, visto também o grande tráfego de veículos de carga na região.

O inspetor cita que é comum acidentes que envolvem caminhoneiros cuja a causa é definida como “falta de atenção”. Para ele, muitos destes podem estar diretamente ligados ao uso de drogas.

“Não temos como comprovar o uso desses entorpecentes, o que acaba por limitar nosso trabalho. Acredito sim que o consumo de drogas como as anfetaminas e a cocaína devem favorecer esse tipo de acidente pelos sintomas que causam e com a nova lei, trabalhando nessa coibição, penso que isso vai diminuir”, relata.

Ainda de acordo com ele, a periodicidade deste teste que ainda está sendo definida, é também de bastante importância. “Penso que isso deve ser analisado com uma boa frequência para realmente ter um bom resultado”, destaca.

Catelan comenta que a nova medida reforça a priorização da qualidade de vida dos profissionais, junto a lei que estabelece a carga horária correta -8 horas- para os mesmos. Ele lembra ainda que as estradas de MS são carentes em pontos de descansos para esses trabalhadores, o que dificulta o cumprimento das horas estabelecidas de trabalho e repouso.

“Não temos pontos de paradas nas estradas para esses trabalhadores como deveria ser e por isso fica difícil ter um correto controle do tempo de direção e volante destes. Acredito que agora com a privatização teremos mais pontos e a situação seja melhor. Essas leis devem andar aliadas em benefício desses motoristas e de mais segurança” pontuou.

Entenda mais sobre a nova lei

O exame toxicológico de "larga janela" será usado para verificar o consumo de drogas por longos períodos. Para conseguir a autorização para obter ou renovar a CNH, o motorista deve obter resultados negativos para um período mínimo de 90 dias, retroativos à data da coleta.

O exame, que deverá ser feito em clínicas credenciadas pelo Departamento Nacional de Trânsito, vai testar, no mínimo, a presença de maconha e derivados, cocaína e derivados incluindo, crack e merla, opiáceos incluindo codeína, morfina e heroína, ecstasy (MDMA e MDA), anfetamina e metanfetamina. A análise será feita por meio de material biológico que poderá ser cabelos, pelos ou unhas.

Caso o laudo, que terá validade de 30 dias, constate o uso de drogas ou substâncias proibidas, o motorista será considerado inapto temporariamente.

Os motoristas que não se submeterem ao exame também serão considerados inaptos temporários ou inabilitados enquanto não apresentarem o laudo negativo do exame toxicológico.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)