Cassilândia, Quarta-feira, 29 de Março de 2017

Últimas Notícias

28/05/2011 11:02

Para presidente do Supremo, juízes estão perdendo o medo de conversar com jornalistas

Débora Zampier, Agência Brasil

Brasília – O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cezar Peluso, disse hoje (27) que os juízes brasileiros precisam ser \"mais comunicativos\", para explicar à sociedade como funciona o Poder e qual é o significado e o alcance das decisões judiciais. “Jornalista não é inimigo”, disse o presidente da Corte. Para Peluso, os juízes tinham um “certo medo da imprensa”, mas hoje estão entendendo melhor o papel dos veículos de comunicação e criando um relacionamento saudável.

O presidente foi um dos participantes do fórum Liberdade de Imprensa e Poder Judiciário, promovido pelo STF em parceria com a Associação Nacional de Jornais (ANJ). A manifestação de Peluso sinaliza uma nova postura dos juízes. No século passado, segundo ele, persistia a ideia de que os juízes não podiam falar nada além do que estava nas decisões e despachos de processos não sigilosos, em uma linguagem técnica e de difícil compreensão.

Peluso acredita que, hoje, a situação é outra. “Os juízes estão entendendo melhor o papel da imprensa e não têm mais medo de conversar e estabelecer um campo de relacionamento respeitoso [com jornalistas], que é bom para ambos os lados”. Segundo ele, muitas vezes, as pessoas não entendem a linguagem técnica usada pelos juízes e que o papel de tradutor dessa linguagem exercido pelos jornalistas é fundamental para tornar o Judiciário mais compreensível à sociedade.

O presidente do Supremo disse ainda que os jornalistas precisam ser mais indagativos. “Perguntar \'como isso funciona?\'; \'significa o que?\'. Às vezes, as palavras não conseguem traduzir com exatidão o conceito, o significado de certos pronunciamentos ou o alcance de certas decisões”.

Perguntado se a não exigência de diploma para jornalista não interfere na qualidade da cobertura da imprensa, Peluso afirmou que o jornalismo “é um estado de espírito”, que o pai dele foi jornalista e não tinha diploma universitário de jornalismo. Peluso foi um dos que votaram contra a exigência de diploma para o exercício da profissão em julgamento do STF em 2009. Por 8 votos a 1, o diploma de curso superior deixou de ser exigido para o exercício da profissão.

Edição: Vinicius Doria

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 29 de Março de 2017
Terça, 28 de Março de 2017
21:41
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)