Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/03/2007 14:39

Para OAB, restrição à greve é inconstitucional

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cezar Britto, afirmou que qualquer tentativa de proibir paralisações de trabalhadores em setores essenciais, anunciada pelo governo na sexta-feira, seria inconstitucional. "Qualquer medida que venha a ser aprovada limitando ou restringindo o direito de greve no País fere a Constituição", disse ele, no domingo.

"O direito de greve foi assegurado aos servidores públicos. É preciso apenas, por via da lei complementar, se estabelecer a forma do seu exercício e não a de sua proibição. (..) Se a intenção do governo for a de restrição já está se prenunciando uma visível inconstitucionalidade", alegou Britto.

O presidente da OAB do Rio de Janeiro, Wadih Damous, também condenou a proposta do governo de proibir greve em atividades essenciais. "A greve no serviço público deve ser regulamentada e, em especial, as atividades essenciais à segurança da população", afirmou Damous lembrando que "o que não se aceita é que, sob a capa de uma regulamentação, ela venha a ser proibida."

"É de se esperar que o governo não baixe um pacote unilateral sem ouvir as entidades representativas dos trabalhadores. Espero, também, que uma futura regulamentação abrigue normas eficazes de negociação coletiva, com a participação dos atores interessados: funcionários, governos e usuários dos serviços", alegou.

Por fim, Damous considerou "oportuno e crucial que se inaugure o debate sobre a legalidade da greve em setores como a polícia, os juízes, entre outros.

Crime de Responsabilidade

O presidente da Academia Brasileira de Direito Constitucional (Abdconst), Flávio Pansieri, disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva poderá ser submetido a julgamento por crime de responsabilidade caso a sua intenção seja a de abolir o exercício do direito de greve em serviços essenciais como estabelece o texto constitucional.

"A Constituição diz que é possível regulamentar o exercício do direito de greve por lei. O que está vedado é a abolição do direito", afirmou Pansieri.


Terra

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)