Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

07/11/2006 06:39

Para OAB, excesso de cursos resulta na reprovação alta

Gabriella Noronha/ABr

Brasília - O presidente da Comissão de Exames da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Paulo Thompson, disse hoje (6) que os altos índices de reprovação no último exame se deve ao excesso de cursos de direito no país, "muitos deles sem a menor condição de oferecer um ensino de qualidade".


Os resultados divulgados pela OAB apontam que em São Paulo houve 83% de reprovação; no Distrito Federal, 79%; em Mato Grosso do Sul, 63,53%; e no Rio Grande do Sul, 71,6%. Na região Nordeste, o pior resultado é o do Maranhão, onde 77% dos candidatos não conseguiram aprovação.


“Não se pode esquecer que a advocacia é uma atividade essencial para a aplicação da Justiça e cabe à OAB fiscalizar a advocacia e estabelecer, desde logo, uma barreira de ingresso para aqueles que não estão aptos a exercer essa atividade”, afirmou Thompson, em entrevista à Rádio Nacional.

Thompson disse ainda que o exame é uma medida de proteção á sociedade: “O aumento do índice de reprovação no exame demonstra a má qualidade de alguns cursos, que em vez de se preocuparem com a melhoria, patrocinam lobby para a extinção do exame da Ordem”.


O exame é realizado em todos os estados brasileiros e concede licença para os bacharéis em direito atuarem como advogados. Ele é realizado em duas fases: na primeira, a prova apresenta cem questões de múltipla escolha; na segunda, quatro questões práticas e uma peça jurídica.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)