Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

29/11/2007 10:11

Para ministro, em tese, punição de professoras é ilegal

Aline dos Santos e Paulo Fernandes/Campo Grande News

“Se a prefeitura realmente as demitiu por discriminação, agiu errado”. A avaliação é do ministro da Educação, Fernando Haddad, sobre o caso das professoras Carmem Silvia Geraldo, de 52 anos, e Noyr Rondora Marques, de 38 anos. Elas ingressaram na justiça contra a prefeitura de Campo Grande, alegando que perderam o emprego na escola municipal Onira dos Santos Rosa (localizada na zona rural) por discriminação.

O ministro, que participou de uma entrevista coletiva no colégio Joaquim Murtinho, afirmou que foi informado sobre o caso por meio de um movimento que atua em defesa dos direitos dos homossexuais. Ele destacou que tem conhecimento superficial da questão, mas enfatizou que a constituição veda toda e qualquer forma de preconceito. “Sou absolutamente contra qualquer forma de discriminação”, reforçou. Para ele, em tese, a partir do que lhe foi repassado, a demisão foi “ilegal”.

Sindicância – Após as professoras acionarem a justiça e o caso chegar à imprensa nacional, o prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) afirmou que a decisão que resultou no afastamento e na rescisão de contrato das professoras Carmem e Noyr foi calcada em uma sindicância. De acordo com o prefeito, foram apuradas provas de que o ambiente escolar era cenário para o namoro. As professoras negam que tenham participado do processo administrativo e também contestam as provas da sindicância.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)