Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/04/2005 15:34

Para Funasa, desnutrição indígena em Dourados diminiuiu

Aline dos Santos / Campo Grande News

Está acontecendo uma diminuição da desnutrição nas aldeias em Dourados, no Mato Grosso do Sul, de acordo com o diagnóstico do coordenador técnico das ações da Funasa, Antônio Fernandes Costa. "Além do trabalho rotineiro da força-tarefa, estamos trabalhando com duas equipes em cada aldeia para buscar os pacientes em estado de risco nutricional ou moderado. Há ainda uma equipe de busca para fazer o acompanhamento alimentar das crianças. Precisamos agora é capacitar mais ainda as cidades das regiões que fazem fronteira com o Paraguai, onde o fluxo de índios que entram no Brasil foge do nosso controle. Não há um tratamento adequado naquele país", salientou. Costa deu entrevista hoje, dia 6, à Rádio Nacional AM.
A Funasa apresentou o diagnóstico das mortes de duas crianças indígenas como sendo por leishmaniose. Segundo o coordenador, são de pacientes da região de Antonio João, na fronteira do Brasil com o Paraguai. "Nós já temos o controle total da situação. Esses óbitos que vêm ocorrendo são de pacientes que estavam internados no mês de fevereiro. Tivemos apenas dois pacientes associados à desnutrição. Já associados à pneumonia ou diarréia são 16 pacientes, inclusive com patologias congênitas. Devido ao volume de doenças associadas e à fragilidade ambiental em que vivem, esses pacientes acabam morrendo. O fato novo foi o aparecimento de dois óbitos pela causa da leishmaniose", disse.
Segundo o coordenador da operação emergencial da Funasa em Mato Grosso do Sul, os índios vivem em condições desfavoráveis. Com informações da Agência Brasil.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)