Cassilândia, Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

Últimas Notícias

23/09/2014 13:33

Para frear tráfico, autoridades defendem prisão de usuários de droga

Campo Grande News

A volta da punição para o usuário é apontada como caminho para frear o consumo de droga. Nesta terça-feira, durante a incineração de 140 toneladas de entorpecente, o retorno da penalização criminal, como era praticado até 2006, foi defendido pelos titulares da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), WantuirJacini, e da Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), Rodrigo Yassaka.

Para eles, a nova legislação incentivou uso de drogas, com a lógica de que se há procura é preciso aumentar a oferta para atender a clientela. “Considero a lei totalmente errônea”, afirma Jacini. O secretário defende que o usuário responda criminalmente.

O delegado Rodrigo Yassaka afirma que a Denar cumpre seu papel de fazer investigações, prisões e apreensões . “Mas, infelizmente, o consumo é respaldado pela lei. É difícil esse combate diário. Anteriormente, se o policial flagrasse um usuário com drogas, era levado para a delegacia, fichado e respondia criminalmente por isso. Hoje em dia, o policial flagra, é levado para a delegacia e liberado em 30,40 minutos”, salienta.

Ele reclama que a polícia fica de mãos atadas diante da lei da despenalização da posse de droga. A incineração de hoje foi a quinta realizada em 2014 no Estado, sendo a segunda da Denar.

Na etapa desta terça-feira, foram incineradas 137,4 toneladas de maconha; 2,7 toneladas de cocaína; e 225,8 quilos de drogas sintéticas, como ecstasy e LSD. A destruição foi no frigorífico JBS, na saída para Sidrolândia.

Nos oito primeiros meses do ano, foram presas 2.146 pessoas por tráfico no Estado. O total teve aumento de 16% quando comparado ao mesmo período de 2013, com 1.852 prisões. De 2013 a 2014, a Polícia Civil retirou de circulação 200 toneladas de drogas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 20 de Outubro de 2017
Quinta, 19 de Outubro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 18 de Outubro de 2017
10:40
Goiás, Distrito Federal e São Paulo
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)