Cassilândia, Sábado, 23 de Setembro de 2017

Últimas Notícias

21/04/2017 08:39

Pane seca causou queda de avião de Angélica e Huck em MS, diz FAB

Nyelder Rodrigues, Campo Grande News

 

Cerca de dois anos após a queda do avião em que estavam os apresentadores Angélica e Luciano Huck junto dos filhos e funcionários, em uma fazenda em Campo Grande, os técnicos da FAB (Força Aérea Brasileira) concluíram no relatório sobre o incidente que o pouso forçado foi causado por causa de uma pane seca.

As informações foram divulgadas durante a edição do Jornal Nacional, da Rede Globo, desta quinta-feira (20). Conforme a reportagem, no local não havia cheiro nenhum de combustível, um dos indícios da pane seca - mesmo motivo da queda do avião da Chapecoense na Colômbia, no fim do ano passado. A hipótese já tinha sido levantada na época do acidente.

Angélica e Huck retornavam de gravação no Pantanal, no território do município de Miranda - localizado a 201 km de Campo Grande. O destino final seria a Capital, de onde o casal entraria em outro voo.

A aeronave em que eles estavam era um da MS Táxi Aéreo. A reportagem do Jornal Nacional indicou ainda que a FAB apontou outros problemas, como a imprudência do piloto em não seguir procedimentos de emergência em caso de pane seca, além de não ter treinamento para pilotar aquele avião.

O piloto, Osmar Frattini, também errou ao decolar mesmo após perceber que o sistema usado para mudar o ângulo da hélice do aeronave não estava funcionando. A investigação militar descobriu que na asa esquerda havia no máximo 160 litros de combustível, sendo que deveriam haver 350 litros.

Além disso, a FAB constatou que a empresa dona do avião orientava os pilotos a não realizar as anotações de problemas dos avião no diário de bordo, fazendo com que as aeronaves seguissem em atividade sem precisar ir para a manutenção.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 22 de Setembro de 2017
Quinta, 21 de Setembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)