Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/05/2005 07:37

Palocci diz que ''MP do Bem'' deve estar pronta logo

Spensy Pimentel e Lourenço Mello/ABr

A equipe econômica está trabalhando na medida provisória, chamada de "MP do Bem", que vai reduzir a carga tributária das empresas. Nos próximos dez dias, segundo o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, o trabalho deverá estar concluído, com o objetivo de construir uma política tributária que desonere o investimento.

Em entrevista coletiva, o ministro informou que a MP prevê isenção de PIS e Cofins para as empresas que efetivamente comprovarem ser exportadoras de bens de capital (computadores, por exemplo). Atualmente, nesse segmento, a devolução do imposto é feita em dois anos. "E estamos estudando como fazer refletir esse mesmo direito da empresa exportadora sobre a não-exportadora, mas sem privilegiar uma em detrimento da outra", acrescentou Palocci.

Outra mudança que deverá sair na MP, conforme o ministro, é permitir que empresas optantes do Simples endividadas possam se recuperar sem sair desse sistema. No mecanismo atual, explicou, a empresa inadimplente sai dessa classificação mesmo que pague suas dívidas, e isso tem determinado o fechamento de milhares delas.

Na área da construção civil, a MP deverá atender a uma antiga reivindicação das incorporadoras imobiliárias, que passarão a se beneficiar do retorno da Cofins, tributada em 7%.

Segundo o ministro, o programa para eliminação de impostos sobre investimentos começou em 2003. "No passado, o IPI (Imposto sobre Produtos Importados) para bens de capital oscilava entre 10% e 20%. O governo anterior fez algumas reduções, entre 5% e 10%, e nós já baixamos o IPI para 2% nesse segmento, devendo cair para zero até 2006". A devolução de PIS e Cofins era feita em dez anos e já foi reduzida para dois anos. A redução da tributação a zero, acrescentou Palocci, ainda não pode ser feita neste ano, devido a seu custo elevado, com impacto de R$ 3 bilhões a cada ano.

"Vamos progredir nesses programas de redução tributária à medida que obtivermos resultados positivos na economia, como a queda do déficit da Previdência Social, que permitirá avançar em outros campos", disse o ministro.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)