Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/03/2005 11:02

País perdeu 28 milhões de toneladas de grãos de 96-2000

Cristiane Ribeiro/ABr

Entre 1996 e 2000 o Brasil deixou de colher cerca de 28 milhões de toneladas de grãos, apenas por conta das perdas ocorridas entre o plantio e a pré-colheita nas culturas de arroz, feijão, milho, soja e trigo. A maior perda ocorreu em 2000, quando se deixou de colher 6,6 milhões de toneladas. Naquele ano, o milho foi a cultura mais prejudicada, com perdas da ordem de 4,1 milhões de toneladas.

Os dados são de um estudo inédito divulgado nesta terça-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): Indicadores Agropecuários 1996-2003. O estudo analisou e quantificou as perdas dos principais grãos da agricultura brasileira e reúne uma série de informações estatísticas de agricultura, produzidas pelo IBGE e por vários outros organismos.

De acordo com o levantamento, por exemplo, se as perdas da primeira fase são resultantes de fatores mais incontroláveis, como clima e doenças, as perdas durante a colheita são conseqüência de erros sistemáticos de regulagem de máquinas ou de limitações próprias da colheita manual, que se repetem a cada safra. O mesmo ocorre na fase de pós-colheita, quando as perdas são causadas por armazenamento incorreto, o que reduz a quantidade e a qualidade dos produtos estocados.

Também a escolha do tipo de transporte tem contribuído para aumentar o desperdício. No Brasil, cerca de 67% das cargas são transportadas por via rodoviária e, segundo a Confederação Nacional de Agricultura, o prejuízo com o derrame de grãos durante o transporte rodoviário chega a R$ 2,7 bilhões a cada safra.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)