Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

Últimas Notícias

11/10/2005 07:58

Pacientes com hanseníase têm problemas visuais

Agência Notisa

Pesquisa mostra que quase todos os pacientes apresentam alterações oculares, sendo os sintomas mais comuns são o prurido ocular, a baixa acuidade, o ardor e o lacrimejamento.



A hanseníase é causada pela bactéria Mycobacterium leprae, responsável por lesar a pele e os nervos periféricos, principalmente das áreas mais frias do corpo, como o nariz, os testículos e os olhos. Particularmente no aparelho visual, as bactérias podem levar aos mais variados graus de incapacidade visual, uma vez que o bacilo agride direta ou indiretamente as estruturas oculares. Nesse sentido, pesquisadores da Universidade Federal do Pará resolveram verificar a ocorrência de problemas oculares em pacientes com hanseníse.

A equipe examinou 115 olhos e 116 anexos oculares de 58 pacientes hansenianos internados no Abrigo João Paulo II, em Marituba (PA). De acordo com artigo publicado na edição de maio/junho de 2005 dos Arquivos Brasileiros de Oftalmologia, os pacientes foram submetidos ao exame oftalmológico entre agosto e outubro de 1999 e todos já haviam recebido alta por cura.

Os pesquisadores observaram que 41 dos 58 pacientes, ou seja 70,7% eram do sexo masculino e apenas 17 (29,3%) do sexo feminino. A idade variou de 30 a 90 anos. Eles verificaram também a presença de alterações oculares em 114 olhos, dos 115 pesquisados, número bastante elevado. O percentual de perda de visão foi de 6%. Segundo eles, “o sintoma mais freqüente, independente da forma clínica, foi o prurido ocular, observado em 59 olhos (51,3%); seguido de baixa acuidade visual, em 57 (49,5%); ardor e lacrimejamento, em 55 (47,8%); fotofobia em 37 (32,1%); dor em 36 (31,3%) e secreção em 33 (28,7%)”.

A equipe explica que o elevado número de alterações observadas, tanto no bulbo ocular, como nos anexos oculares em portadores de hanseníase, é responsável pela diminuição de visão, sentido de demasiada importância principalmente para os pacientes que apresentam alto grau de incapacidade física. “Isto serve de alerta para que seja instituído o exame ocular na rotina de atendimento desses pacientes, visto que o diagnóstico e tratamento precoces previnem as graves manifestações da hanseníase ocular”, ressaltam os cientistas no artigo.



Agência Notisa (jornalismo científico – science journalism)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Maio de 2018
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Sábado, 19 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)