Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

08/09/2014 10:00

Os políticos sem mordomia existem. Quem são e onde vivem

Por Mário Sérgio Lorenzetto

 

Quem imaginou que existe algum político brasileiro que possa receber o título de "sem mordomia" acredita em Papai Noel e saci-pererê. Não, os políticos "sem mordomia" são os suecos. Considerados, junto com os da Nova Zelândia e Dinamarca, como os mais frugais do mundo.

Os deputados federais suecos recebem uma ajuda de custo de R$ 350 e se fizerem parte de uma comissão, o recebimento chega a R$ 790. Isso representa algo como 10% do salário médio de um trabalhador que ganha R$ 7,5 mil mensais. Seus colegas brasileiros recebem salário de R$ 26.723 acrescente uma ajuda de custo de aproximadamente R$ 34.200 (variável conforme o Estado que representa). Coloque na equação, sempre somando, assistência médica, assessores particulares, carro, telefone, combustível, apartamento, empregada doméstica...
Os parlamentares suecos não têm direito a nada disso. Usam seus próprios veículos ou andam de transporte público.
Mas a turma do Poder Judiciário sueco também compartilha da mesma frugalidade dos parlamentares - não têm carros à disposição e muitos vão ao trabalho de bicicleta. Da para acreditar um Ministro do STF brasileiro andando de bicicleta?
Até o primeiro-ministro da Suécia segue as mesmas regras. Esse cargo, que corresponde ao de nosso presidente da República, é muito bem remunerado: R$ 45.000. Mas lava e passa a própria roupa, faz a faxina da casa e lava as louças.
Os vereadores suecos também não recebem salário. Só uma ajuda de custo para telefonemas de R$ 65 por mês. Vereador "pobre" no Brasil ganha acima de R$ 5.000 com muitos recebendo em torno de R$ 20.000. Eles que são "assistentes sociais de luxo" deixam a forte sensação para os colegas estrangeiros "que fazem a coisa por interesse próprio" como declarou a jornalista Claudia Wallin.
No Brasil, os escândalos políticos envolvem muito dinheiro. Na Suécia é o contrário. Uma deputada sueca escandalizou a sociedade ao ser fotografada portando uma bolsa Louis Vuitton no valor de R$ 2.000. A indignação foi tamanha que a deputada acabou leiloando a bolsa e doando a renda a uma instituição. No Brasil, vereadora de cidade minúscula tem mais de uma bolsa desse padrão. Bem, a diferença é que a Suécia é um país "muito pobre".
A modéstia dos suecos é histórica. Eles são um dos países mais igualitários do mundo. Já na Idade Média, os trabalhadores rurais tinham lugar no Parlamento, fato inédito na Europa toda.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)