Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/05/2004 16:11

Oposição defende salário mínimo de R$ 275

Antônio Arrais/ABr

- A oposição vai trabalhar na Comissão Mista e nos plenários da Câmara e do Senado com um valor do salário mínimo de R$ 275, retroativo a 1º de maio, aumentando em R$ 15 o valor de R$ 260 estabelecido pelo governo. O anúncio foi feito pelo líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), na instalação da Comissão Mista para examinar a Medida Provisória 182, que estabeleceu o novo valor do salário mínimo e do salário-família.

“Não é o valor ideal, de R$ 280, que seria o mais realista, no meu entendimento, nem o irreal, de R$ 300, mas um valor que pode ser pago sem sacrificar as finanças públicas, segundo contas feitas na ponta do lápis pela liderança na Câmara", justificou Arthur Virgílio. Para o líder oposicionista, o governo tem onde cortar despesas, que ele considera supérfluas, para aumentar o valor do salário mínimo, como suspender a contratação de 46 mil funcionários concursados, a criação de 2.793 cargos comissionados e a compra do avião presidencial, cuja primeira parcela será de US$ 50 milhões.

Para o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), da base governista, caberá ao Congresso Nacional identificar a receita que cobrirá eventual aumento no valor do salário mínimo, uma vez que é uma questão mais complexa, que não pode ser resolvida somente pelo ponto de vista político.

O senador Paulo Paim (PT-RS), eleito vice-presidente da Comissão Mista do Salário Mínimo, disse que se sentia à vontade no papel que vai desempenhar na discussão e na defesa de um valor do salário mínimo equivalente a US$ 100 (hoje o equivalente a R$ 297). Paim disse que não se sentia tolhido pelo partido, lembrando que foi indicado como membro da comissão mista pela líder do partido no Senado, Ideli Salvatti (SC).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)