Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/05/2004 21:18

Oposição afirma minímo pode ser de R$ 275

Iolando Lourenço / Campo Grande News

As primeiras emendas propondo alterações na Medida Provisória que reajustou o salário mínimo para R$ 260 foram levadas há pouco à comissão mista destinada a apreciar a MP. Os líderes do PFL, deputado José Carlos Aleluia(BA), e do PSDB, deputado Custódio Mattos(MG), apresentaram três emendas visando alterar a MP do salário mínimo.

A primeira emenda propõe a elevação do salário mínimo para R$ 275 em vez dos R$ 260 estabelecidos pelo governo. Na justificativa, os líderes argumentam que a emenda foi elaborada com base em dados da programação orçamentária de 2004, com subsídio da Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira da Câmara.

Argumentam, ainda, que, de acordo com a análise, as receitas administradas pela Secretaria da Receita Federal estão substimadas nos decretos de contingenciamento de 2004 e que haverá excesso de arrecadação. Além disso, afirmam que as despesas adicionais decorrentes da fixação de salário mínimo em R$ 275 serão de R$ 2,15 bilhões, caracterizando uma atualização de 7,0181 % e aumento real de 7,0691%.

A segunda emenda apresentada pelo PFL e pelo PSDB propõe a inclusão na MP de artigo estabelecendo que, para os benefícios do Regime Geral da Previdência Social (RGPS) e todas as demais situações previstas em lei, com responsabilidade financeira da União, que tenham sofrido majoração devido ao reajuste do salário mínimo, aplica-se essa retroatividade a primeiro de abril de 2004.

A outra emenda apresentada propõe que seja acrescido ao salário mínimo excepcionalmente, no mês de maio de 2004, um adicional a título de abono, correspondente à diferença entre o valor fixado e o anterior vigente.

De acordo com o líder do PSDB, deputado Custódio Mattos, com o acordo firmado ontem entre governo e oposição, ficou acertado o funcionamento da comissão mista e, também, garantida votação nominal de dois destaques para votação em separado - um do PFL e outro do PSDB -, durante a votação da Medida Provisória que reajustou o salário mínimo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)