Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

12/03/2016 22:07

Operação da Polícia de MT prende 5 jornalistas por crimes de extorsão

G1 MT

A Polícia Civil de Mato Grosso deflagrou na manhã deste sábado (12) a operação “Liberdade de Extorsão”, contra a prática de crimes de extorsão por parte de cinco jornalistas que tiveram mandados judiciais de prisão expedidos. De acordo com a Polícia, os mandados foram cumpridos em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal. Entre as vítimas dos jornalistas estariam empresários, políticos e autoridades, cujos nomes não foram divulgados.

Conforme divulgado pela Polícia Civil, os jornalistas atuavam há anos cobrando quantias de dinheiro entre R$ 100 mil e R$ 300 mil de suas vítimas para deixar de publicar determinadas informações em veículos de imprensa. As cobranças tinham valores variados dependendo da vítima da prática de extorsão.

Dentre os mandados judiciais expedidos, estão quatro de prisão preventiva. Os alvos são o proprietário de um jornal em Mato Grosso, preso em uma fazenda no município de Nossa Senhora do Livramento (a 42 quilômetros de Cuiabá) e dois filhos seus – um preso em Cuiabá e outro preso em Campo Grande (MS). Eles possuem um grupo de comunicação com três veículos de imprensa (como jornal e portal de notícias), segundo as investigações.

O quarto mandado de prisão preventiva foi cumprido contra o editor-chefe de um desses veículos de imprensa, com sede em Brasília, no Distrito Federal. O quinto mandado cumprido foi de prisão temporária (de cinco dias) contra um jornalista em Cuiabá.

Segundo as investigações, as principais vítimas da prática de extorsão praticada pelos jornalistas seriam autoridades públicas e empresários com contratos assinados junto ao poder público. De acordo com a Delegacia Fazendária (Defaz), os jornalistas ameaçavam publicar informações sobre irregularidades e indícios de corrupção que poderiam comprometer suas vítimas, forçando-as a realizar pagamentos.

O montante movimentado com base na prática de extorsão pelo grupo alvo da operação não foi divulgado pela Polícia Civil. A reportagem tentou, mas sem sucesso, contato com representantes dos veículos de comunicação envolvidos nos crimes investigados para comentar a operação deste sábado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)