Cassilândia, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

18/08/2015 13:04

Operação contra fakes durou 3h30 e PF copiou arquivos de suspeitos

Aline dos Santos e Luana Rodrigues, Campo Grande News

A PF (Polícia Federal) cumpriu 18 mandados de busca e apreensão durante 3h30 da operação “Face to Fake”, realizada nesta terça-feira em Campo Grande. De acordo com a assessoria de imprensa da polícia, a ação foi realizada entre 6h e 9h30.

Em geral, foram apreendidos computadores, equipamentos eletrônicos e dispositivos de armazenamento (como pen drive). Os policiais copiaram os arquivos e devolveram os eletrônicos aos donos.

A ação é para identificar diversos grupos que usaram perfis falsos (fakes) nas rede sociais para postarem mensagens ofensivas na eleição para governador, realizada em 2014. Além da retirada do conteúdo, a Justiça Eleitoral encaminhou as denúncias de candidatos, partidos e/ou coligações para a PF.

Após a constatação do uso frequente de alguns IPs (internet protocol), foram determinadas as buscas. A operação é coordenada pelo delegado Dante Pegoraro Lemos, da Delegacia de Defesa Institucional, e os detalhes serão divulgados entrevista coletiva às 11h, na superintendência da PF.

Os 18 mandados de busca e apreensão foram expedidos pelo juiz da 36ª Zona Eleitoral de Campo Grande. Cerca de 80 policiais participam da operação.

Crime eleitoral - De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), são consideradas práticas criminosas, por exemplo, “a contratação direta ou indireta de grupo de pessoas com a finalidade específica de emitir mensagens ou comentários na internet para ofender a honra ou denegrir a imagem de candidato, partido ou coligação”.

Quem contratar colaboradores com essa finalidade poderá ser punido com detenção de dois a quatro anos e multa de R$ 15 mil a R$ 50 mil. Já as pessoas que forem contratadas também incorrerão em crime e poderão ser punidas com detenção de seis meses a um ano, com alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período, e multa de R$ 5 mil a R$ 30 mil.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 17 de Agosto de 2017
Quarta, 16 de Agosto de 2017
10:00
Receita do dia
09:19
Cassilândia
Terça, 15 de Agosto de 2017
17:30
Estudos
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)