Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

17/06/2004 14:35

Operação apreendeu, desde março, 2 bilhões de cigarros

Angélica Gramático / ABr

Dois bilhões de unidades de cigarros ilegais já foram apreendidas desde março de 2003, quando a Associação Brasileira de Combate à Falsificação (ABCF), com o apoio das polícias Civil e Federal, iniciou a operação nacional de combate ao cigarro ilegal. A operação foi deflagrada em 10 estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Pará, Goiás, Bahia, Alagoas, Santa Catarina e Pernambuco. Até agora, já foram fiscalizados cerca de 7.500 estabelecimentos comerciais, sendo que em 1.992 deles foram apreendidos cigarros contrabandeados, falsos ou que apresentavam irregularidades como venda sem nota fiscal ou falta de registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Os dados estão sendo divulgados hoje pelo diretor da ABCF, Fernando Ramazzini.

Segundo a entidade, no Rio de Janeiro são comercializados cerca de 3,5 bilhões de cigarros ilegais por ano. Este montante representa 20% da quantidade de cigarros consumidos no estado. Do total, 31% são vendidos em pontos de venda formais e 69% em camelôs. Ainda de acordo com a ABCF, com o comércio ilegal de cigarros, o estado deixa de arrecadar R$ 71,8 milhões em Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e R$ 99 milhões em impostos federais.

Ramazzini informou que, hoje de manhã, policiais da Delegacia de Repressão a Crimes contra a Propriedade Imaterial realizaram blitz no camelódromo da rua Uruguaiana, no centro da cidade, para apreender cigarros ilegais.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)