Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

10/04/2007 08:34

Onze mulheres assassinadas em 3 meses na Grande Cuiabá

José Ribamar Trindade/24horasnews

Uma estatística macabra: 11 assassinatos em três meses. Ao registrar a morte da jovem Edivânia Aquino de Lima, de 18 anos, a Polícia descobriu uma série de outros crimes, que vão desde homicídio, passando por roubo e receptação de roubo. Para finalizar, a Polícia descobriu que o pai de Edivânia estava sendo procurado pela Justiça através de mandado de prisão preventiva.

Edivânia foi assassinada com três tiros dentro de um bar na noite da última quinta-feira (5) no Jardim Vitória Régia, em Várzea Grande (Grande Cuiabá) pelo próprio primo e ex-namorado, Gedel Júnior de Araújo Barbosa, 23. Na fuga o assassino deixou um rastro de boas informações para a Polícia.

O próprio Júnior, segundo as investigações da Polícia Militar e de investigadores da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), já estava sendo procurado pelo envolvimento em outros dois assassinatos e vários roubos (assaltos à mão armado). “Se esse bandido tivesse sido preso desde que cometeu o primeiro crime, ele não teria cometido os outros, inclusive mais dois assassinatos”, destacou um policial militar.

No rastro da fuga de Júnior, a Polícia prendeu Osmário Araújo de Lima, 42, pai de Edivânia. Ele ainda tentou justificar alguma coisa, mas acabou sendo algemado e transferido para a sede a Gerência Estadual de Polinter, onde estava sendo procurado através de mandado de prisão preventiva.

Ainda nas investigações da morte de Edivânia, a Polícia descobriu que o motivo do crime havia sido o roubo de uma moto. Júnior vendeu uma moto para o atual namorado de Edivânia - nome preservado até a comprovação de que ele também está envolvido em algum tipo de crime. O namorado de Edivânia vendeu para uma terceira pessoa.

O terceiro dono da moto foi parado pela Polícia Militar que descobriu que o veículo era roubado. O terceiro comprador cobrou do namorado de Edivânia e a jovem cobrou do primo. Revoltado e imaginando que a prima o havia denunciado à Polícia, Júnior a matou. A jovem de apenas 18 anos foi 11ª mulher assassinada este ano na Grande Cuiabá.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)