Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/09/2006 19:06

Onça-pintada arranca prótese e passa por 4ª cirurgia

Edson Siliba/Campo Grande News

A onça-pintada capturada no dia 19 de julho, em operação conjunta realizada pelo Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente) e PMA (Polícia Militar Ambiental) na área urbana de Corumbá, foi operada pela 4ª vez na última sexta-feira (22). A cirurgia de restauração ortopédica aconteceu no Hospital Veterinário da Uniderp (Universidade Para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal). O animal conseguiu tirar a prótese de titânio que havia sido colocada no úmero direito para a recuperação de uma fratura.

Conforme a professora de clinica cirúrgica do Curso de Medicina Veterinária da Uniderp, Iandara Schettert Silva, o animal passou por algum tipo de estresse e mordeu a sutura da cirurgia anterior até tirar os pontos. “Então puxou com os dentes a prótese de fixação do osso, até finalmente arrancar o material”, explica.

Segundo Silva, a partir de agora o animal vai permanecer no hospital veterinário até estar completamente restabelecido. A nova cirurgia colocou dois pinos intramedulares, que ficam dentro do osso, com capacidade para suportar até 120 kg. “Isso é mais que o peso do animal, que tem 90 kg. A medida visa garantir a perfeita consolidação da estrutura óssea”, ressaltou a professora.

De acordo com ela, como o novo pino fica dentro do osso, a onça não terá como tirar novamente. Além disso, adianta Silva, o animal vai ficar alojado em recinto preparado especialmente para ele no hospital veterinário, onde será monitorado por sistema interno de TV 24 horas por dia. “Ele também vem tomando analgésicos (morfina) para combater a dor, duas vezes por dia, além de ser sedado para evitar movimentos bruscos”, destacou Silva.

O animal, um macho de aproximadamente 90 kg e com idade estimada entre 5 e 8 anos, que foi batizado carinhosamente de “gatinho” pela professora, já apresenta recuperação pós-cirúrgica muito boa. “A expectativa é de que em mais 10 dias a sutura já esteja completamente cicatrizada. Já a formação do calo ósseo (consolidação) pode demorar até seis meses. Durante esse tempo, continuaremos a cuidar dele com muito carinho”, finalizou Silva.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)