Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/04/2007 16:34

OMS - Trânsito é que mais mata jovens no mundo

Acidentes automobilísticos são a principal causa da morte, em todo o mundo, de crianças e jovens entre 10 e 24 anos, revelou a Organização Mundial da Saúde (OMS), acrescentando que o maior número de vítimas concentra-se em países em desenvolvimento, com más condições de segurança nas estradas. Quase 400 mil jovens de menos de 25 anos morrem em acidentes por ano. Milhões são feridos ou tornam-se deficientes.

"A falta de segurança nas estradas tornou-se um importante obstáculo à saúde e ao desenvolvimento", disse a diretora-geral da OMS, Margaret Chan. "Nossas crianças e jovens adultos estão entre os mais vulneráveis. Colisões nas estradas não são 'acidentes'. Temos de desafiar a noção de que são inevitáveis".

Mortes de infecção respiratória, HIV/Aids e diarréia ocorrem em número muito maior entre crianças de até 10 anos, mas a partir desse ponto, acidentes dão um salto. Para crianças de 10 a 14 anos, o trânsito é a segunda maior causa de morte, atrás de pneumonia e outras infecções respiratórias. Mas dos 15 aos 19 os acidentes são a primeira causa de óbito, causando mais de 90 mil adolescentes a cada ano.

Segundo o relatório, as maiores taxas de morte por acidente automobilístico ocorrem na África e no Oriente Médio. Jovens do sexo masculino correm mais risco que os do sexo feminino, diz a OMS. A organização afirma, ainda, que a maioria dos desastres de automóvel é previsível e evitável, desde que medidas de segurança sejam tomadas. A maioria dos acidentes envolve crianças brincando na rua, pedestres inexperientes, motoristas novos e passageiros de transporte coletivo.

Ainda segundo cálculos de Banco Mundial (BM) utilizados pela OMS, os acidentes de trânsito em estradas poderiam significar um custo anual no mundo todo de US$ 518 bilhões em material e cuidados médicos, entre outros gastos. Para alguns países emergentes, esse custo pode superar 1,5% da riqueza nacional e, inclusive, toda a ajuda internacional ao desenvolvimento recebida durante um ano.



Agência Estado

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)