Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

20/04/2007 16:34

OMS - Trânsito é que mais mata jovens no mundo

Acidentes automobilísticos são a principal causa da morte, em todo o mundo, de crianças e jovens entre 10 e 24 anos, revelou a Organização Mundial da Saúde (OMS), acrescentando que o maior número de vítimas concentra-se em países em desenvolvimento, com más condições de segurança nas estradas. Quase 400 mil jovens de menos de 25 anos morrem em acidentes por ano. Milhões são feridos ou tornam-se deficientes.

"A falta de segurança nas estradas tornou-se um importante obstáculo à saúde e ao desenvolvimento", disse a diretora-geral da OMS, Margaret Chan. "Nossas crianças e jovens adultos estão entre os mais vulneráveis. Colisões nas estradas não são 'acidentes'. Temos de desafiar a noção de que são inevitáveis".

Mortes de infecção respiratória, HIV/Aids e diarréia ocorrem em número muito maior entre crianças de até 10 anos, mas a partir desse ponto, acidentes dão um salto. Para crianças de 10 a 14 anos, o trânsito é a segunda maior causa de morte, atrás de pneumonia e outras infecções respiratórias. Mas dos 15 aos 19 os acidentes são a primeira causa de óbito, causando mais de 90 mil adolescentes a cada ano.

Segundo o relatório, as maiores taxas de morte por acidente automobilístico ocorrem na África e no Oriente Médio. Jovens do sexo masculino correm mais risco que os do sexo feminino, diz a OMS. A organização afirma, ainda, que a maioria dos desastres de automóvel é previsível e evitável, desde que medidas de segurança sejam tomadas. A maioria dos acidentes envolve crianças brincando na rua, pedestres inexperientes, motoristas novos e passageiros de transporte coletivo.

Ainda segundo cálculos de Banco Mundial (BM) utilizados pela OMS, os acidentes de trânsito em estradas poderiam significar um custo anual no mundo todo de US$ 518 bilhões em material e cuidados médicos, entre outros gastos. Para alguns países emergentes, esse custo pode superar 1,5% da riqueza nacional e, inclusive, toda a ajuda internacional ao desenvolvimento recebida durante um ano.



Agência Estado

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)