Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

04/09/2007 14:45

Obrigatoriedade: uso de penhora online por juízes de MS

O uso do sistema Bacen-Judi, que permite aos juizes de Direito o acesso ao Banco Central através de senha eletrônica para bloqueio de conta bancária de devedores, passa a ser obrigatório aos magistrados no âmbito da Justiça estadual, em Mato Grosso do Sul.

É o que determina o Provimento nº 18 de 27 de agosto de 2007 da CGJ/MS (Corregedoria Geral de Justiça do estado), atendendo solicitação feita pela diretoria da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil.

“É mais um pleito da advocacia atendido pela Justiça estadual”, comemora o secretário-geral da OAB/MS, Ary Raghiant Neto, ao anunciar nesta terça-feira (dia 4) a medida da CGJ/MS. O sistema de “Penhora online” facilita o bloqueio de contas de devedores, pela Justiça, em todo o Brasil. Porém, advogados em Mato Grosso do Sul estavam encontrando dificuldades devido ao fato de que alguns juizes se cadastraram ao sistema e outros não.

“Acontece que quando um advogado formulava um pedido para um determinado juiz, este alegava não ser cadastrado. Então, o sistema, considerado bastante útil, não estava tendo eficácia no Estado”, explica o secretário-geral.

Diante do reclamo da advocacia, a diretoria da OAB/MS, através de seu presidente Fábio Trad, do secretário-geral Ary Raghiant Neto, da secretária-geral-adjunta Sílvia Regina de Mattos Nascimento e do conselheiro Márcio Torres, fez gestões junto à CGJ/MS.

A solicitação, mais uma vez, foi atendida através do provimento editado pelo corregedor-geral de Justiça, desembargador Divoncir Schreiner Maran.

Conquistas da Ordem

Trata-se da segunda grande conquista da advocacia estadual anunciada nesta semana junto ao Judiciário. Também atendendo solicitação da OAB/MS, o corregedor-geral de Justiça, Divoncir Schreiner Maran já anunciou que expedirá, em breve, um ato normativo acrescentando ao “caput” do artigo 123 do Código de Normas da CGJ/MS a autorização para que acadêmicos de direito que ainda não podem se inscrever na OAB como estagiários sejam habilitados a retirar processos judiciais ou administrativos em andamento no cartório, desde que previamente autorizados por advogado constituído nos autos.

A medida atende antiga reivindicação da advocacia sul-mato-grossense e foi mais um compromisso de campanha que o presidente Fábio Trad fez com a classe para este primeiro ano de mandato e que está sendo cumprido.



Midiamax

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)