Cassilândia, Sexta-feira, 21 de Julho de 2017

Últimas Notícias

12/08/2008 09:06

Obesidade prevalece entre alunos de escolas particulares

Agência Notisa

O Brasil tem registrado, nos últimos anos, aumento da prevalência de obesidade, redução da desnutrição e mudanças no padrão de consumo alimentar, em função do processo de transição nutricional. Esses resultados, no entanto, variam de região para região. Em Pelotas (RS), por exemplo, a obesidade e o sobrepeso prevalecem entre as pessoas com melhor renda. Já a desnutrição é mais comum entre aqueles de menor nível sócio-econômico. Isso é o que mostram Maria de Fátima Vieira e equipe da Universidade Federal de Pelotas em um estudo que teve como objetivo avaliar o perfil nutricional dos escolares de 1ª a 4ª séries do ensino fundamental das escolas municipais, estaduais e particulares da área urbana do município.



Para tanto, foi realizado um censo escolar incluindo 20.084 alunos. O estudo incluiu 44 escolas municipais, 35 estaduais e 21 particulares da cidade, com 11.045, 8.443 e 3.432 crianças, respectivamente. De acordo com artigo publicado na edição de julho de 2008 dos Cadernos de Saúde Pública, “a complexidade do perfil nutricional do país e a coexistência de problemas típicos de sociedades subdesenvolvidas e de países desenvolvidos mostram a necessidade de conhecer a magnitude dos agravos nutricionais nas diferentes regiões".



Os resultados mostram que a prevalência de déficit do crescimento linear foi de 3,5% (3,9% entre os meninos e 3,1% nas meninas). Já as taxas de sobrepeso e de obesidade foram de 29,8% e 9,1%, respectivamente. Segundo os pesquisadores, “o sobrepeso e a obesidade foram mais prevalentes entre os estudantes de escolas particulares em comparação com aqueles de escolas municipais e estaduais, enquanto o oposto foi observado para o déficit do crescimento linear. Em ambos os sexos, a idade mostrou-se positivamente associada à desnutrição e negativamente associada ao sobrepeso e à obesidade. A escolaridade inadequada mostrou-se associada com maior risco de desnutrição e menor risco de sobrepeso e obesidade”.



Os especialistas alertam para os elevados índices de sobrepeso e obesidade encontrados e para a necessidade de intervenções. “A magnitude do excesso de peso encontrada entre os escolares de Pelotas evidencia a necessidade de intervenções articuladas de vários setores (escola, família, poder público, universidades), visando a mudança de estilos de vida, com ênfase no desenvolvimento de hábitos alimentares mais saudáveis e na prática regular de atividade física”, afirmam.


Agência Notisa (science journalism – jornalismo científico)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 21 de Julho de 2017
Quinta, 20 de Julho de 2017
10:07
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Quarta, 19 de Julho de 2017
20:32
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)