Cassilândia, Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

11/10/2013 07:10

OAB/MS investiga se presidente feriu a ética em contrato com prefeito

Campo Grande News

A diretoria da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional de Mato Grosso do Sul) abriu processo interno contra o próprio presidente da entidade, Júlio Cesar Souza Rodrigues. A investigação tem como foco o contrato firmado entre a Prefeitura de Campo Grande e Júlio Cesar, com pagamento mensal de R$ 11,2 mil.

Julio César foi contratado pelo prefeito Alcides Bernal (PP) em regime de urgência, sem uso de licitação, para entrar com ação na justiça buscando elevar o índice de ICMS de Campo Grande. Ele irá receber R$ 11,2 mil por mês, além de percentual sobre o êxito na ação contra o governo estadual.

Segundo a Portaria/Diretoria/OAB/MS 002/2013, datada de quarta-feira (9), uma comissão formada por três advogados será constituída e deverá analisar a tecnicamente e administrativamente o contrato e, dentro de 30 dias, emitir um relatório. A instauração do processo ainda necessita passar pela aprovação do Conselho Seccional da OAB/MS.

O documento ainda afirma que existe a necessidade de Júlio Cesar oferecer uma resposta “efetiva” à sociedade sul-mato-grossense.

Os advogados Cleiry Antônio Ávila, presidente do TED (Tribunal de Ética e Disciplina) da Seccional, Luis Gustavo Romanini e Iluska Regina Bastos, ambos conselheiros estaduais da ordem, formarão a comissão de averiguação.
O parecer da comissão pode ser o início de um processo contra o presidente da OAB/MS, podendo até culminar em afastamento do caso. Se forem detectadas falhas administrativas ou éticas, o caso deverá ser enviado ao Conselho Federal da OAB, para análise.

A Portaria é assinada por Andre Luis Xavier Machado, vice-presidente da OAB/MS, Denner de Barros e Mascarenhas Barbosa (Secretário Geral), Jully Heyder da Cunha Souza (Secretário Geral Adjunto) e pelo tesoureiro Jayme da Silva Neves Neto.

Oposição - As lideranças que fazem oposição à gestão do presidente da seccional OAB/MS, Júlio Cesar, afirmaram que irão enviar nesta semana a representação contra o presidente, pedindo intervenção do Conselho Federal da entidade por entender que após firmar contrato com o prefeito Alcides Bernal (PP),pois segundo afirmam, Julio César estaria impedido “moralmente” de continuar no cargo, pois o prefeito também está sendo processado pela instituição.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 25 de Fevereiro de 2017
Sexta, 24 de Fevereiro de 2017
06:26
Loterias
06:23
Loterias
06:20
Loterias
06:15
Loterias
Quinta, 23 de Fevereiro de 2017
Quarta, 22 de Fevereiro de 2017
13:30
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)