Cassilândia, Sábado, 20 de Outubro de 2018

Últimas Notícias

16/04/2014 13:40

OAB marca eleição em 16 de junho para “reposição” de 56 dirigentes

Campo Grande News

A OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) marcou para 16 de junho a eleição suplementar que vai preencher 56 vagas após renúncia coletiva.

A estratégia era esvaziar a entidade, forçar intervenção do Conselho Federal da OAB e realizar nova eleição para presidente. Antes aliado, um grupo de advogados rompeu com o presidente Júlio Cesar Souza Rodrigues. O pedido de intervenção foi julgado pelo conselho, que determinou, no entanto, somente a realização de eleição para os cargos vagos.

A comissão eleitoral é formada por conselheiros federais: Francisco Eduardo Torres Esgaib (Mato Grosso), César Augusto Moreno (Paraná), Henrique Mariano Neves (Pernambuco), José Mário Porto Júnior (Paraíba) e Márcio Kayatt (São Paulo).

Conforme edital de convocação, a eleição suplementar será das 9h às 17h. As chapas fechadas poderão ser registradas até às 18h de 16 de maio.

A chapa será composta por quatro diretores: vice-presidente, secretário-geral, secretário-geral adjunto e diretor-tesoureiro; 13 membros titulares e 32 suplentes para o Conselho Seccional; quatro conselheiros federais; e 3 membros para compor a Diretoria da Caixa de Assistência dos Advogados.

O mandato vai até 31 de dezembro de 2015, com exceção dos conselheiros federais, cujos mandatos terminam em 31 de janeiro de 2016. Ainda segundo o edital, “tendo em vista tratar-se de situação excepcional, caberá recurso ao Conselho Federal” sobre os atos da comissão eleitoral.

A partir do dia 16 de maio, é vedada a regularização da situação financeira de advogado perante a tesouraria da OAB. O grupo de oposição ao presidente deve entrar com ação na Justiça questionando a eleição parcial na entidade.

A crise na entidade surgiu em razão de contrato, firmando em agosto de 2013, entre o presidente da OAB e o então prefeito Alcides Bernal (PP), que foi cassado. O objetivo era aumentar o índice provisório de ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre a resolução da Sefaz (Secretaria Estadual de Fazenda).

O motivo da discórdia é o fato de Bernal também ser advogado e responder a processos éticos na OAB/MS, havendo, portanto, possibilidade de Júlio Cesar influir nos julgamentos. A situação levou a renúncia de 81 dirigentes e a pedido de intervenção.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 20 de Outubro de 2018
Sexta, 19 de Outubro de 2018
09:00
Santo do Dia
04:16
Cassilândia
Quinta, 18 de Outubro de 2018
11:00
Mundo Fitness
09:00
Santo do Dia
Quarta, 17 de Outubro de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)