Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

29/06/2007 11:02

O recado do Cheida: o gato subiu no telhado

Luiz Eduardo Cheida

Conseguimos! Pela primeira vez, a população mundial urbana se igualou em número à população rural.

Das 6.6 bilhões de almas deste mundo, 3.3 bilhões já estão nas cidades.

Os dados são do UNFPA – Fundo de População das Nações Unidas.

O UNFPA também prevê que, em 2050, a Terra terá 9 bilhões de humanos. A grande maioria amontoados em cidades.

Até agora, a única maneira pela qual os seres humanos provaram o seu domínio foi pela expansão. Cada vez mais numerosos, nem por isso menos estúpidos e atrevidos.

Quando é que resistiremos à tentação de crescer sem parar?

O planeta nunca permitiu que uma população viesse a expandir-se indefinidamente. Populações em crescimento descontrolado sempre entram em colapso. Aglomerações causam estresse, abundância de resíduos e escassez de alimento, sejam em humanos, bactérias, vacas ou repolhos.

O estresse gera ansiedade e desordens que resultam na queda de fertilidade e do interesse em reproduzir-se. Quando não, em modos menos civilizados de controle de natalidade como agressões físicas às fêmeas e à futura prole.

A abundância de resíduos leva a doenças individuais e a pragas coletivas. Algumas delas recrudescentes outras, males inteiramente novos.

Os resultados disso ficam por conta da sorte.

A escassez de alimento leva a comportamentos destrutivos e desintegração social. Até herbívoros, quando em desespero, transformam-se em predadores cruéis e canibais.

Quem pode mais, chora menos.

Os seres humanos não são diferentes dos demais inquilinos do planeta. Aliás, somos diferentes em apenas um ponto: a presunção. Cremos poder dar fim à natureza. Ledo engano...

Não somos, nem de longe, uma ameaça à natureza. Somos tão somente uma ameaça a nós mesmos.

Se acabarmos, as demais espécies continuarão muito depois de termos ido embora.


Como o amigo, preparando o espírito do colega a fim de contar-lhe que o gato de estimação havia morrido:

- Olha, seu gato subiu no telhado...

As populações urbana e rural, pela primeira, vez se equivalem. A previsão é de aglomerações urbanas cada vez maiores e suas previsíveis conseqüências.

O gato subiu no telhado. Ou ele desce ou nós caímos.

Um forte abraço e até sexta que vem.


Luis Carlos Cheida é médico, deputado estadual, foi prefeito de Londrina e secretário do Meio Ambiente.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)