Cassilândia, Sexta-feira, 28 de Abril de 2017

Últimas Notícias

17/03/2016 07:50

O que o mundo está dizendo sobre a crise política no Brasil

180 Graus

 

Em um dia de notícias bombásticas, que incluiu a oficialização do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro-chefe da Casa Civil e a divulgação por parte da Justiça Federal de conversas entre ele e a presidente Dilma, os ânimos no Brasil esquentaram.

Como resultado, milhares de pessoas foram às ruas por todo o país para protestar contra os desdobramentos recentes da crise política que assola a democracia brasileira. Mundo afora, o clima é de apreensão, com veículos internacionais repercutindo os acontecimentos que são agravados por uma profunda crise econômica.

Na página do jornal argentino Clarín, a divulgação do conteúdo do grampo telefônico de Dilma e Lula era manchete na noite dessa quarta-feira. “Escândalos com escutas no Brasil: Dilma interviu para evitar a prisão de Lula”, dizia a chamada.

No jornal francês Le Figaro, a notícia descrevia a população brasileira como indignada depois de a divulgação dos grampos telefônicos pela Justiça Federal e que sugerem que Dilma teria tentado evitar a prisão de Lula ao lhe oferecer o cargo.

Na Ásia, o jornal Business Times, sediado em Singapura, também mencionou o fervor com o qual a população tomou as ruas país afora depois de a divulgação das gravações. São citados protestos na capital Brasília e em São Paulo, São Paulo.

O jornal The New York Times pontuou que o ex-presidente Lula está se introduzindo em um governo que cambaleia de uma crise para outra. “A economia se recupera de uma grande queda e de escândalos de corrupção. A presidente Dilma está lutando por sua sobrevivência política, com manifestantes exigindo a sua saída”, pontua o jornal.

O jornal britânico The Guardian também focou das vantagens de Lula ao aceitar o cargo. “Como ministro, ele terá o chamado ‘foro por prerrogativa de função’ e será julgado pela suprema corte do país”. A publicação lembra, contudo, que a jogada poderia fortalecer politicamente a presidente, “mas irá enfurecer aqueles que foram às ruas ao domingo”.

Na Alemanha, o jornal Der Spiegel pontua que Dilma confiará em Lula para recuperar a popularidade na camada mais pobre da população. “O apoio dela hoje é de menos de 10%. Juntos, eles podem tentar estabilizar o governo do Partido Trabalhista. ”

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 28 de Abril de 2017
Quinta, 27 de Abril de 2017
13:24
Cassilândia
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
06:20
Copa do Brasil
06:11
Loteria
Quarta, 26 de Abril de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)