Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/05/2005 15:40

O Programa vai proporcionar produtos de melhor qualidade

Famasul Noticias

Eficiência produtiva é palavra de ordem na agropecuária. A globalização da econômica gerou competitividade e com isso a necessidade de se produzir mais e melhor. Nesse cenário, adequar o campo às novas tecnologias e à utilização de boas práticas de produção tornou-se mais do que uma necessidade, uma questão de sobrevivência.

Engajados numa visão atual onde o consumidor exige qualidade na produção de alimentos, equipes trabalham para atender essa demanda de mercado e o resultado de parte do trabalho será lançado no próximo dia 30 de maio, segunda-feira, às 19h30 no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande, MS. Trata-se do Programa Boas Práticas Agropecuárias (BPA).

A partir de um documento elaborado pela Embrapa Gado de Corte, uma das Unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a Câmara Setorial Consultiva da Bovinocultura e Bubalinocultura de Mato Grosso do Sul desenvolveu uma série de materiais didáticos composto pelo manual de Boas Práticas Agropecuárias e oito folders que abordam os principais temas do Programa BPA, como: função social do imóvel rural, gestão social e ambiental, bons tratos e ética na produção animal, formação e manejo de pastagens, manejo alimentar, instalações rurais, manejo pré-abate e gerenciamento da propriedade. Segundo o coordenador da Câmara Setorial e pesquisador da Embrapa Gado de Corte, Ezequiel Rodrigues do Valle, além dos materiais impressos o Programa inclui cursos de capacitação para formação de multiplicadores e de conscientização dos produtores rurais. O primeiro módulo será coordenado pela Embrapa e o segundo pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Além dessas instituições também apóiam o Programa BPA a Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), o Canal do Boi e a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (IAGRO). Ezequiel do Valle diz que a produção do material didático foi possível porque diversos segmentos colaboraram no patrocínio como o Programa de Avanços da Pecuária, coordenado pela Secretaria de Estado da Produção e do Turismo, frigoríficos Friboi e Independência, Tortuga e Real H (nutrição animal), Associação Sulmatogrossense dos Produtores de Novilho Precoce e Braspelco Industria e Comércio.



Novas demandas de Mercado

Os materiais lançados pela Câmara Setorial, em conjunto com a Embrapa Gado de Corte, Secretaria de Estado da Produção e Turismo de Mato Grosso do Sul, Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, visa a repassar ao produtor rural informações sobre as novas demandas de mercado e prepará-lo para atendê-las, proporcionando ao consumidor um produto de qualidade e segurança, dentro dos padrões de bem-estar animal (do nascimento ao abate) e cuidados com o meio ambiente.

O documento de Boas Práticas Agropecuárias enfatiza que, além da qualidade do produto, o pecuarista deve levar em consideração o sistema de produção, o qual deverá estar de acordo com a legislação ambiental em vigor, ser socialmente justo, economicamente viável e observar os bons tratos com os animais. Ezequiel do Valle explica que o controle desses fatores influencia na produção e contribui com o aumento do desfrute do rebanho e com a redução das perdas de matéria-prima e do produto final. Os resultados são sistemas de produção mais competitivos, ampliando as possibilidades de conquistas de novos mercados para a carne e o couro de qualidade.



Eliana Cezar DRT/SP 15.410

br

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)