Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

11/05/2015 17:43

O município de Figueirão é incorporado à comarca de Camapuã

Ibest

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul atendeu solicitação feita pela Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS) e incorporou o município de Figueirão à Comarca de Camapuã. A alteração foi efetivada após a manifestação de advogados do município que consideram o trajeto até Costa Rica mais oneroso, além da Comarca reunir quantidade maior de processos.

Foi sancionada em fevereiro, a alteração na Lei 1511/94 que vincula o município de Figueirão à competência territorial da Comarca de Camapuã e não mais a Costa Rica. De acordo com o presidente da OAB/MS, Júlio Cesar Souza Rodrigues, a solicitação foi feita ainda na gestão do desembargador presidente Joenildo Souza Chaves e concluída pelo atual presidente do TJMS, desembargador João Maria Lós. “É uma importante conquista para a advocacia do interior”, comemora. “Vai conferir mais agilidade no trabalho dos advogados daquela região de forma a permitir que haja um atendimento mais célere aos seus clientes”.

Conforme pedido feito pelos advogados Alessandro Consolaro, Giovanna Consolaro e Abadio Queiroz Baird, com a emancipação política de Figueirão, o município passou a pertencer à Comarca de Costa Rica, por não existir, àquela época, pavimentação asfáltica até Camapuã. A distância era outro fator que favorecia também, já que, para chegar a Costa Rica o deslocamento é menor em 50 quilômetros.

No entanto, de acordo com justificativa feita pelos advogados, a pavimentação asfáltica chegou primeiro à rodovia que liga Figueirão a Camapuã. E o trajeto que parecia melhor até Costa Rica agora é mais lento, por ainda ser em estrada de terra, e mais oneroso. “É muito mais eficaz, cômodo e econômico fazer o trajeto e manter relações comerciais com o município de Camapuã, como era feito antes da emancipação”, defendem.

Outra justificativa apresentada pelos advogados é quanto o número de processos distribuídos na Comarca de Costa Rica. “Há uma grande quantidade de processos, o que contribui para a morosidade e prejuízos aos jurisdicionados dos municípios de Costa Rica, Figueirão e Paraíso”, apontaram.

O pedido foi endossado ainda pelo presidente da Subseção de Camapuã, Roberto Barreto Suassuna, pelo prefeito de Camapuã, Marcelo Duailibi, pelos então presidentes da Câmara Municipal de Camapuã e de Figueirão, Humberto Bogarim Gonçalves e Milton Alves Pereira, respectivamente, por advogados e vereadores dos municípios.

(fonte: idest.com.br)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)