Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/01/2007 20:32

O índice de assassinatos entre índios guarani de MS

Juliane Sacerdote/ABr

Brasília - Pelos menos 40 indígenas foram assassinados no ano passado, sendo 20 deles do estado do Mato Grosso do Sul, predominantemente entre os índios Guarani-Kaiowá. Esse é o resultado de levantamento preliminar feito pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), divulgado ontem (4).

Cerca de 55 mil índios vivem no Mato Grosso do Sul. Destes, entre 35 mil e 40 mil são Guarani-Kaiowá. Segundo o relatório, as mortes vão desde desentendimentos e brigas de casais e discussões dentro da própria família. De acordo com a assessoria do Cimi, dentre os 20 índios assassinados, 12 são Guarani-Kaiowá. Nos oito homicídios restantes, não foram identificadas as etnias, mas os índios viviam em áreas indígenas da etnia.

Considerando-se, então, num cálculo preliminar, que vivem entre 35 mil e 40 mil índios nas áreas guarani-kaiowá de MS, nas estimativas do Cimi, os 20 mortos representariam uma taxa de pelo menos 50 assassinatos por 100 mil habitantes. Isso representa praticamente o dobro da taxa nacional de homicídios (26,7 por 100 mil) e é quase 70% superior à taxa do estado de MS (29,3 por 100 mil).


O índice se aproxima do verificado na cidade do Rio de Janeiro (56,4) e só é superado pelo registrado em outras cinco capitais: Vitória, Porto Velho, Maceió, Belo Horizonte e Recife. Todos os números são do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) e se referem a 2004.


Segundo o relatório, as mortes no estado “pedem um olhar mais cuidadoso”. O vice-presidente do Cimi, Saulo Feitosa, diz que a maior preocupação do conselho são os assassinatos cometidos pelos próprios índios, e que a questão fundiária seria o principal motivo. “No Mato Grosso do Sul, acontecem várias tensões externas e internas, e isso gera violência. E a não resolução do problema fundiário tensiona essas questões”, destaca.

Feitosa avalia que o uso do álcool pelos índios é conseqüência da realidade social vivida, já que o problema das terras não é resolvido. “Esse uso de bebidas alcoólicas agrava as cenas de violência, que podem gerar mortes”, enfatiza o vice-presidente do Cimi.

Relatório feito pela antropóloga Lucia Helena Rangel, do Cimi, mostra que os índios Guarani-Kaiowá sofrem com um dos menores índices de terra por habitante entre os grupos indígenas do país. Em algumas áreas, há menos de um hectare por pessoa.

No ano de 2005, foram registradas 43 mortes, ao todo. Tanto os dados deste ano como os do ano anterior são considerados altos por Feitosa, já que o total de índios no país é de 734 mil.

Os dados do estudo são resultado do cruzamento de informações dos técnicos do Cimi que monitoram as aldeias com notícias publicadas na imprensa. O Relatório de Violência contra Povos Indígenas no Brasil em 2006 deve ser divulgado em abril.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)