Cassilândia, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

07/07/2016 11:20

O ‘mistério’ da riqueza dos nossos políticos

Manoel Afonso

Nem quero discutir se o Berlusconi – lá da Itália – roubou ou não dos cofres públicos ou apenas usou do tráfico de influência para levar vantagem. Vou me ater ao Brasil, com suas peculiaridades de personagens que conhecemos, ou imaginamos conhecer.

Em toda véspera de campanha eleitoral volta o debate sobre a declaração de bens dos candidatos e principalmente quanto a evolução patrimonial nos últimos anos. Levando-se em conta a má fama comportamental da classe política – graças ao noticiário sobre os escândalos de corrupção – o brasileiro tem razões de sobra para ficar desconfiado ou indignado.


Maluf - por exemplo -argumenta que sempre foi rico e que sua mulher descende de família milionária. Alguns políticos tem ‘incrível sorte’ de ganhar na loteria, comprando bilhetes premiados, é claro. Outros abrem firmas e declaram lucros gigantescos para justificar a fantástica evolução patrimonial, e assim por diante.


As descobertas da Lava Jato têm mostrado ao país, a insaciabilidade de políticos, com patrimônios invejáveis conquistados através da corrupção. As delações têm conseguido devoluções de cifras altíssimas roubadas - em troca da redução de penas de prisão. Imagine então o quanto ficou escondido da lei nestas situações!


Aqui mesmo no Mato Grosso do Sul é se ficar admirado com a rapidez com que muitos políticos ficaram efetivamente ricos na acepção do termo. Lembram o personagem do Rei Midas, que tinha o poder de transformar em ouro tudo que tocava. Como o universo local não é tão grande, acaba-se sabendo de casos mirabolantes de ascensão social sem nenhum pudor e com ostentação gritante.


Não se pode ser ingênuo. Não é sempre que o vereador e prefeito se contentam com o salário e diárias. Usam de artimanhas conhecidas para engordar o patrimônio e como sempre - de estratégias diversas para ‘esquentá-lo’ perante o fisco.


Merecidamente,gosto de usar como exemplo de comportamento acima de qualquer suspeita, o ex-prefeito Lúdio Coelho, cuja vida era um livro aberto. Já era rico, simples e jamais deu motivo para ser questionado. Morreu em paz, como ainda se diz por aí.


Na falta de Lúdio, é oportuno conclamar os leitores a uma profunda reflexão de ‘quem é quem’ neste exercito de candidatos nestas eleições.


De leve...

 

Manoel Afonso colabora com dezenas de sites em MS, é comentarista da TV Record e escreve para o Jornal A Critica, de Campo Grande

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)