Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/05/2008 12:52

Número de mortos em naufrágio no Amazonas chega a 17

Amanda Mota/ABr

Manaus - O número de mortos no acidente com o barco Comandante Sales, no Rio Solimões, no Amazonas, subiu para 17. A embarcação perdeu o equilíbrio e virou por volta das 5h45 de ontem (4) nas proximidades do município de Manacapuru, a cerca de 84 quilômetros de Manaus.

Entre os mortos estão dez mulheres e sete homens, incluindo o proprietário do barco, Francisco Alves de Sales, 44 anos. De acordo com estimativas da Marinha, cerca de 100 pessoas estariam a bordo. O número total de passageiros, assim como o de desaparecidos, não é confirmado pela Capitania dos Portos, porque não há uma lista de passageiros.

A viagem foi considerada irregular, já que o barco não tinha autorização para navegação. Pelo menos dez famílias ainda estão à procura de parentes, segundo a Marinha.

O trabalho de resgate da embarcação deve ser concluído ainda nesta manhã. O barco será atracado em uma das margens do rio. Os corpos das vítimas estão sendo encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Manaus para reconhecimento e identificação por parentes.

As causas do acidente ainda não estão esclarecidas. Além de chuvas e ventos, que podem ter provocado o tombamento do barco, a Marinha suspeita de superlotação. Os passageiros haviam participado na noite do último sábado (3) da festa católica do Divino Espírito Santo e embarcaram no Comandante Sales assim que foram encerradas as comemorações na comunidade Lago do Pesqueiro. O destino da viagem era a cidade de Manacapuru.

Wm janeiro deste ano, o barco foi apreendido pela Capitania dos Portos por não ter a documentação exigida, navegar sem tripulação habilitada e ter coletes e bóias em condições inadequadas.

Segundo a Marinha, na ocasião, o proprietário foi intimado a comparecer na Capitania dos Portos em Manaus para apresentar sua defesa prévia e a documentação necessária para regularizar a situação da embarcação, o que não ocorreu.

O barco não chegou a ficar retido porque a Capitania dos Portos não tem espaço para abrigar todas as embarcações irregulares na região de Manaus.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)