Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/01/2015 07:06

NPara equilibrar contas, prefeitos poderão demitir convocados

Correio do Estado

O valor menor do primeiro repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) pode resultar em demissões de servidores convocados ainda neste mês. Prefeitos de Mato Grosso do Sul, que se reuniram ontem em Campo Grande, já falam em ajustes da folha salarial em razão da perda de receita – a primeira transferência do ano do FPM somou R$ 32,63 milhões, 27,7%% a menos que os R$ 45,16 milhões de igual período de 2014. “Acendeu a luz amarela”, resumiu o presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), Douglas Figueiredo.

Ele destaca que a receita menor eleva o peso de folha de pagamento em relação à arrecadação dos municípios. De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) ou Lei 101/200, as prefeituras podem gastar, no máximo, 54% da receita corrente líquida com a folha dos servidores. Assim, se o município tem menos dinheiro e permanece com a mesma despesa com pessoal, o índice (a relação entre o gasto com a folha e a receita) aumenta.

Com o baque do repasse do FPM – que, em muitos municípios, sobretudo nos menores, representa a principal fonte de receita –, as prefeituras terão de fazer ajustes na folha para não estourar o limite estabelecido pela LRF. De acordo com Douglas Figueiredo, o corte na despesa com pessoal inicia-se com demissões de convocados, contratados e servidores com cargos comissionados e, se necessário, entende-se para a redução de gratificação dos concursados.

Fonte: Correio do Estado/ Cristiane Karazaki

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)