Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

19/02/2009 17:45

Novo sistema aumenta cerco a quem cair na malha fina

Agência Brasil

Secretaria da Receita Federal espera até o final do ano começar a testar um sistema informatizado para detectar a maioria das irregularidades de empresas que caem na chamada malha fina. Para o subsecretário de Fiscalização da Receita, Henrique Freitas, o sistema atual é "incipiente". Freitas divulgou hoje (19) o resultado da fiscalização de 2008.

Segundo ele, no ano passado, 658 mil declarações de pessoas físicas caíram na malha fina, contra 665 mil em 2007. A queda foi de 1,16%. Os valores devidos à União com essas autuações chegaram a R$ 3,38 bilhões, o que corresponde a um crescimento de 33,66% em comparação com o ano anterior.

No caso das pessoas jurídicas, foram 2.886 declarações retidas em malha, contra 2.326 de 2007. O número significa um acréscimo de 24,08% na mesma comparação. Os créditos em favor da União representaram, nesse caso, R$ 3 bilhões, com crescimento de 201,64% segundo os números do subsecretário.

A malha fina do Fisco pegou ainda 5.616 declarações do Imposto Territorial Rural (ITR), número inferior em 17,33%, ao registrado em 2007, quando as declarações autuadas foram 6.793. O crédito tributário chegou a R$ 2,8 bilhões, com queda de 43,97% em relação a 2007.

De acordo com Henrique Freitas, a redução foi motivada pela maior atuação do fisco e pela maior preocupação do contribuinte em evitar ao retorno a malha no ano seguinte.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)