Cassilândia, Terça-feira, 17 de Janeiro de 2017

Últimas Notícias

06/05/2004 14:42

Novo projeto tipifica o crime de seqüestro-relâmpago

Agência Câmara

Os deputados Luiz Antonio Fleury (PTB-SP) e Zulaiê Cobra (PSDB-SP) apresentaram o Projeto de Lei 3356/04, que altera o Código Penal para tipificar como crime o seqüestro-relâmpago. Pelo texto do projeto, seqüestrar pessoa, qualquer que seja o tempo de duração do seqüestro, com o fim de obter, para si ou para outrem, qualquer vantagem, como condição ou preço do resgate estará sujeito à pena de reclusão de 8 a 15 anos, e ainda ao pagamento de multa.
Os autores ressaltam que uma das modalidades de crime mais praticada nos grandes centros urbanos, hoje, é o chamado seqüestro-relâmpago. "Há que se fazer a distinção entre roubo e seqüestro-relâmpago. No roubo, a vítima sofre a subtração imediata de seus haveres. Já no seqüestro-relâmpago, o ofendido é submetido à situação de maior gravidade, levado de um lugar para outro, geralmente sob ameaça de arma, de tal forma que sua vida e integridade física ficam sob maior ameaça do que na prática de roubo, em qualquer de suas modalidades", ressaltam os deputados.

Tramitação
A matéria foi apensada ao Projeto de Lei 3075/04, do deputado Alberto Fraga (PTB-DF), sobre o mesmo assunto, que já tem outros dois projetos apensados. As matérias encontram-se na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aguardando a designação do relator. Caso aprovadas, serão também apreciadas pelo Plenário da Câmara.

Reportagem - Claudia Lisboa
Edição - Regina Céli Assumpção


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 17 de Janeiro de 2017
Segunda, 16 de Janeiro de 2017
10:04
Coluna da juíza Luciane Buriasco Isquerdo
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Domingo, 15 de Janeiro de 2017
12:53
Cassilândia
10:50
Loterias
10:40
Loterias
10:20
Loterias
10:10
Loterias
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)