Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

03/02/2004 09:32

Novo júri para crime hediondo pode acabar

Agência Câmara

O condenado por crime hediondo ou por homicídio qualificado poderá perder o direito de requisitar um novo júri. É o que propõe o Projeto de Lei 1400/03, do deputado Paulo Baltazar (PSB-RJ), que altera o Código de Processo Penal (Decreto-Lei 3689/41).
Em defesa de sua proposta, o deputado argumenta que a Justiça criminal está abarrotada de processos. "Os prazos para esses julgamentos tornam-se cada vez mais dilatados, distanciando o crime do julgamento, em benefício dos próprios criminosos, e passando à população a sensação de impunidade", avalia o parlamentar.

PENAS INFERIORES
Baltazar observa que os juízes que presidem o Tribunal do Júri, muitas vezes, são forçados pelas circunstâncias a aplicar penas inferiores a 20 anos para evitar um novo júri. "Isso faz com que a Justiça pareça mais lenta ainda, ao oferecer nova oportunidade a autores de crimes hediondos e crimes qualificados, que pela brutalidade com que são cometidos mereceriam penas bem mais duras", diz o deputado.
O projeto está tramitando em conjunto com o PL 4203/01, do Executivo, que reforma o Código de Processo Penal na parte relativa ao Tribunal do Júri. A matéria tramita em regime de prioridade, e está pronta para ser votada pelo Plenário. O PL 4203/01 foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Redação (CCJR) em 2002, antes da apresentação do PL 1400/03, sobre o qual a CCJR ainda não se pronunciou. O relator na comissão é o deputado Ibrahim Abi-Ackel (PP-MG).



Reportagem - Luiz Claudio Pinheiro/CL


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)