Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

01/09/2005 10:36

Nova praga ataca eucaliptos em 6 municípios

Fernanda Mathias/Campo Grande News

Divulgação

O eucalipto é uma das apostas do governo do Estado, que quer trazer a International Paper
Uma praga que tem sua origem na Austrália está comprometendo até 4% das plantações de eucalipto atingidas em Três Lagoas, Selvíria, Brasilândia, Águas Claras, Ribas do Rio Pardo e Ponta Porã e preocupa a SFA (Superintendência Federal de Agricultura), devido ao potencial de evolução. É o psilídeo-de-concha, conhecido como “cigarrinha” e que teria sido constatado pela primeira vez em Mato Grosso do Sul no ano passado, embora a comunicação e levantamento pela SFA só tenham ocorrido há dois meses.
O técnico da área responsável pelo controle da SFA, Humberto Preguelli, afirma que ainda não foi constatada uma explosão populacional da praga, mas os proprietários das áreas com eucalipto estão bastante apreensivos, considerando seu potencial de crescimento. Na Austrália, País de origem do psilídeo-de-concha, plantações chegaram a ser dizimadas.
A suspeita é que tenha entrado em Mato Grosso do Sul através de São Paulo, devido à importação de mudas para atender à demanda por eucalipto. Porém, afirma Preguelli, é apenas uma suspeita e a praga pode ter chegado por outros meios.
A praga atinge os ponteiros da planta, fica em uma altura de 15 a 20 metros o que impossibilita seu controle químico. Por isso está sendo desenvolvido em Botucatu, um sistema de controle através de inimigos naturais da cigarrinha, que são os parasitas. O controle deve ser trazido ao Mato Grosso do Sul em sistema de consórcio com reflorestadores, para conter a praga. “A evolução do quadro depende muito de fatores climáticos e da preferência da cigarrinha por algumas variedades”, explica o técnico.
O eucalipto é uma das grandes apostas do governo do Estado, a partir da perspectiva de a indústria de celulose International Paper instalar uma filial em Três Lagoas, investimento de US$ 1,5 bilhão.
A IP, que investe no município desde fim da década de 1980, já possui em Três Lagoas mais de 100 mil ha, excetuados outros 4 mil ha de empresas parceiras de reflorestamento, conforme dados da Secretaria de Indústria, Comércio e Ciência e Tecnologia do município. Até fim do ano, essa área deverá ser ampliada em mais 7 mil ha.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)