Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

12/09/2006 07:06

Nova lei para trânsito altera valor de multas

Cassia da Silva Relva/ABr

Foi sancionada na última terça-feira a lei 11.334, que altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Ela modifica o artigo 218 do CTB e vai tratar de forma igual as multas por excesso de velocidade em qualquer tipo de via. Além disso, cria mais uma modalidade de infração e plenalidade para os condutores. Antes, as penas aplicadas faziam distinção entre rodovias, vias de transporte rápido e vias arteriais. Com a nova regra, elas serão unificadas e não levarão em conta essas diferenças.

A lei 11.334 altera também o grau de infração e cria três níveis de multa em lugar dos dois existentes. Atualmente, os motoristas flagrados até 20% acima da velocidade máxima permitida para o local era enquadrado em infração grave com multa de R$ 127,69 e perda de quatro pontos. Agora, foi instituída uma nova categoria para esta situação, ou seja, o condutor nestas circunstâncias vai cometer uma infração média com multa de R$85,13 e quatro pontos na carteira.

Quem ultrapassar entre 20% a 50% da velocidade máxima da via, infração considerada gravíssima sem a modificação do artigo, a partir de agora vai praticar uma infração grave e será multado em R$ 127,69, além de cinco pontos na carteira. O código detalha que infração gravíssima são casos que extrapolam os 50% da velocidade permitida com multa de R$ 191,54 multiplicado por três e detenção da habilitação.

O artigo 218 punia de forma idêntica motoristas que estavam na mesma faixa de infração. Por exemplo, numa via que tivesse o limite de 60 quilômetros por hora, um condutor começaria a ser punido com 67 quilômetros por hora até 90 quilômetros por hora e era enquadrado na situação de infração grave. Em uma hipótese, se o motorista quisesse infringir a lei, ele pagaria a mesma quantia, estando a 67 quilômetros por hora ou a 90 quilômetros por hora. Com a mudança, o objetivo é aplicar a penalidade de acordo com o grau da infração.

Segundo o Ministro das Cidades, Márcio Fortes, não se trata de abrandar a penalidade e sim dá dimensão concreta a infração cometida. “Sempre houve reclamação de todos do exagero da punição quando o motorista não quer desrespeitar a lei, mas por estar com pequena diferença de velocidade permitida, por motivo qualquer, praticava uma infração”, avalia.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)