Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

30/07/2011 06:20

Nova lei amplia controle de agressões contra idosos

Agência do Rádio

Somente em2009, foram registrados mais de 3 mil casos de violência contra o idoso no País, segundo pesquisa do Ministério da Saúde. Para mudar esse quadro, foi sancionado um decreto que estabelece a notificação dos atos de violência contra idosos atendidos em hospitais públicos ou privados. De acordo com a nova lei, os profissionais de saúde que não comunicarem os casos de violência às autoridades competentes também podem ser punidos. A coordenadora da Saúde do Idoso do Ministério da Saúde, Luiza Machado, explica que eles não sofrem apenas violência física.


\\\"Casos de maus tratos nós sabemos que existem diversos, desde maus tratos físicos, violência física que é visível aos nossos olhos, como também a violência psicológica. Aquele idoso que é mau tratado psicologicamente, é xingado, a família muitas vezes o destrata, faz chantagem emocional.\\\"

Como nem sempre os idosos conseguem explicar o que está por trás daquela agressão, o Ministério da Saúde tem feito cursos de capacitação com profissionais de saúde para que eles possam ter a sensibilidade de identificá-los. A ação ocorre em parceria com a Fiocruz e já capacitou mil profissionais no Sul, Sudeste e Centro-Oeste do País - regiões onde se registra o maior número de casos de violência. A coordenadora da Saúde do Idoso explica que muitas vezes os idosos não denunciam as agressões.


\\\"Não é só a questão da vergonha. É questão também da vontade de proteger, por pior que seja um filho, uma mãe nunca fala mal dele. E muitas vezes ela sofre a violência, são filhos, netos, pessoa ligada a ela é quem está mais próximo e não faz a denúncia. Acaba se culpando, achando que ela é mesmo culpada dessa violência que ela está sofrendo. Se é um cuidador externo ela tem medo de denunciar e sofre às vezes ameaça.\\\"

A notificação dos casos de agressão será encaminhada para as Secretarias de Saúde e Conselhos do Idoso, para depois serem apresentados para o Ministério da Saúde.

Reportagem, Vanessa Silvestre


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)