Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

15/04/2007 21:36

Nota Oficial

Chico Damaso/Monica Kulcsar

A Associação Médica Brasileira (AMB) vem a público registrar total oposição a projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional que buscam reduzir a idade permitida para a laqueadura. Um deles propõe a diminuição dos atuais 25 anos para 18 anos.

A AMB concorda com as ressalvas apresentadas pelo senhor ministro da saúde, José Gomes Temporão, recentemente. Entende que iniciativas como essas não tratam de planejamento familiar, mas escondem tentativas de controle da natalidade.

É necessário responsabilidade para tratar de uma questão dessa importância. Atualmente temos 15 milhões de brasileiras já submetidas a laqueaduras. Entre aquelas que passaram pela intervenção logo após os 25 anos, cerca de 70% mostram-se tardiamente arrependidas.

A laqueadura é um processo de esterilização irreversível. Portanto, deve ser realizada apenas em circunstâncias muito bem estabelecidas. Reduzir a idade para qual é permitida é uma atitude inapropriada e no mínimo inadequada.

A AMB compreende, inclusive, que até pontos da lei atual, como o fato de que mulheres com idade inferior a 25 anos mas dois filhos podem fazer laqueadura, têm de passar por ampla discussão social num processo de revisão.

Quando se trata de algo com implicação tão relevante na vida de uma mulher, a idade não pode ser fator preponderante. E é fundamental maturidade e responsabilidade do estado e dos poderes estabelecidos.



São Paulo, 13 de abril de 2007

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)