Cassilândia, Quinta-feira, 23 de Maio de 2019

Últimas Notícias

13/05/2019 09:00

Nossa Senhora de Fátima

Redação

No dia cinco de maio de 1917, durante a primeira guerra mundial, o Papa Bento XV pediu aos católicos que rezassem e rezassem muito a Nossa Senhora, pedindo sua intercessão para obter a paz mundial. Após oito dias, como que em resposta ao pedido, Nossa Senhora apareceu a três pastorinhos portugueses que cuidavam das ovelhas, num local conhecido como Cova da Iria. Na ocasião ela pediu que o povo orasse e rezasse o terço, intercedendo pelo término da guerra e conversão dos pecadores. Os três meninos se chamavam Lúcia de Jesus, de dez anos e seus primos Francisco e Jacinta Martos, de nove e sete anos respectivamente. Nessa primeira aparição, a Senhora teria marcado encontro com os meninos para o dia 13 de cada mês. Lúcia que tinha dez anos de idade e era a mais velha dos três, recomendou segredo aos outros dois, mas Jacinta não obedeceu, e assim, no mês seguinte, no dia 13 de junho, havia no local não apenas os pastorinhos, mas uma multidão de pessoas. No mês de julho, como os pais a houvessem repreendido, Lúcia hesitou em comparecer. Animada, porém, por Jacinta, terminou indo ao encontro. Nessa terceira aparição a Senhora prometeu realizar um milagre, a fim de que o povo acreditasse no que as crianças diziam. No dia 13 de agosto os três pequenos pastores não foram ao encontro, porque se achavam presos num cárcere. No dia 13 de outubro, data da última aparição, 70 mil pessoas se aglomeravam no lugar das aparições e foram testemunhas do milagre prometido: o sol parecia mover-se, como se estivesse se destacando do firmamento e crescendo entre as chamas coloridas. Nessa ocasião a senhora tornou a pedir: rezem, rezem o terço todos os dias pelo termino da guerra e conversão dos pecadores.

Para o mundo de hoje, ameaçado por guerras e conflitos, mergulhado num verdadeiro mar de violência, para o mundo de hoje onde muito pouco se reza, talvez por medo das exigências de conversão que a oração traz, Nossa Senhora continua pedindo aquilo que há quase cem anos recomendou em Fátima: Rezem. Rezem muito. Mãe e mestra, ninguém melhor que Maria sabe que precisamos rezar. Rezar não por obrigação, mas pela satisfação de agradar a Deus e alimentar o espírito; rezar para que o Filho da Virgem de Fátima nos dê a conhecer Sua vontade e força para anunciar sua mensagem libertadora ao mundo. Rezar enfim porque a justiça e a paz que o mundo inteira busca são frutos da autêntica oração cristã.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 23 de Maio de 2019
10:00
Receita do Dia
Quarta, 22 de Maio de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)