Cassilândia, Segunda-feira, 25 de Setembro de 2017

Últimas Notícias

23/08/2017 07:46

No último adeus, Pedrossian passeia pelo caminho de suas obras

Redação
Lágrimas da ex-primeira-dama certamente traduziam anos de história conjunta (Foto: Marcos Ermínio)Lágrimas da ex-primeira-dama certamente traduziam anos de história conjunta (Foto: Marcos Ermínio)

Em seu último passeio por Campo Grande, Pedro Pedrossian percorreu cerca de 15 quilômetros entre dois parques, o dos Poderes e o da Primavera. Do Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, no Parque dos Poderes, onde se despedia de amigos e familiares, o ex-governador seguiu para o cemitério Parque das Primaveras, onde, desde as 17h30 de ontem, descansa pela eternidade.

O cortejo fúnebre seguiu pela avenidas Afonso Pena, Calógeras e Costa e Silva. O trajeto foi proposital – a intenção era permitir que o ex-governador passasse por importantes obras, construídas em suas gestões, como o Parque das Nações Indígenas, a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e o estádio que tem seu nome e é popularmente conhecido como Morenão.

Em silêncio respeitoso, consternados e deixando deslizar algumas lágrimas, aproximadamente 300 pessoas acompanharam o ex-governador até o cemitério. No local, ele foi ovacionado e homenageado por policiais militares com três séries de disparos de mosquetões 762.


A esposa do ex-governador, Maria Aparecida Pedrossian, sempre próxima do caixão e, depois, na despedida derradeira, perto do túmulo, era, visivelmente, a mais emocionada. As lágrimas, que escorriam pelo rosto da ex-primeira-dama de Mato Grosso do Sul, eram feitas, certamente, de lembranças de décadas de história conjunta. Possivelmente, sentia que metade de sua alma caminhava para a eternidade.

O silêncio, em certo momento, foi quebrado por uma senhora que não se conteve e decidiu resumir, em voz alta, o sentimento de muitos: agradecimento. “O senhor será sempre lembrado. Obrigado, Pedro Pedrossian”, gritou.

Lágrimas da ex-primeira-dama certamente traduziam anos de história conjunta (Foto: Marcos Ermínio)
Lágrimas da ex-primeira-dama certamente traduziam anos de história conjunta (Foto: Marcos Ermínio)
Depois da oferta das flores, muito apropriado para um local com o nome de Primavera, as pessoas continuaram em silêncio, consoladas pelo som triste de um trompete.

Na sequência, desceram o caixão. Uniram-se em única voz na oração do Pai Nosso. Jogaram terra, parte do solo onde o governador fez da sua a história de um estado. Por fim, deixaram Pedro Pedrossian descansar, merecidamente no alto de seus 89 anos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 24 de Setembro de 2017
18:01
Município suspende aulas
11:00
Mundo fitness
10:00
Receita do dia
Sábado, 23 de Setembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)